D. TEREZINHA PRETA – UMA LUZ DE DEUS EM IMARUÍ


02 de março de 2012. 16h. Há muito que D. Terezinha vinha sofrendo por conta de suas muitas enfermidades. Todavia, apesar dos sofrimentos, ela estava sempre animada e preocupada com o bem da família e da Igreja.


Neste dia dois de março ela partiu para a Casa do Pai. Não foi surpresa, mas ela ainda era relativamente jovem (72 anos) e esbanjava vivacidade e lucidez.


Alguns dias antes do seu passamento, nós dois conversamos bastante em sua residência, em Imaruí. Na ocasião senti que não a veria mais e, por isso, fiz algumas fotos dela.


Para mim e para todos os que participaram da história de D. Terezinha, ela representava uma bênção de Deus. O que mais se ouviu na Missa de Exéquias, dia 3, às 16h, foi que “ela era uma mãe de todos; sua casa acolhia a todos”! De modo que toda a multidão que acorreu aos funerais, cada um, por sua vez, poderia dizer “ela, em determinado momento da minha vida, me ajudou”.


Movida por uma fé autêntica e comprometida, próprio das pessoas santas, ela iluminava sua vida e toda a comunidade. Especialmente com sua fé no Sagrado Coração de Jesus, no Senhor dos Passos e na Mãe Rainha. Sua fé na Eucaristia era fundamental na sua vida cristã, tanto que tinha uma capelinha particular em sua casa.


Leia este texto na íntegra, neste Blog, na página ARTIGOS.

Comentários

  1. Sábias palavras, Padre Auricélio. D. Terezinha foi uma pessoa muito respeitada por todos. Deixou marcas muito significativas e nosso comunidade. Sobre a idade dela, não era 79 anos? Um abraço,

    ResponderExcluir
  2. Agradeço muito a sua consideração, D. Elina. Nesta próxima Festa de Passos, de muitas formas e em vários momentos a sentirei muito perto de nós. Ganhamos uma intercessora no Céu!

    ResponderExcluir
  3. Querido Padre Aurélio, obrigado pelo carinho e consideração com nossa querida vózinha!
    Ela foi um anjo na terra... que cuidava e se preocupava com quem precisasse ... Sentimos muita Saudade... Um Forte Abraço do Amigo Jean Carlos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço profundamente as suas palavras, Jean! Quando penso nos netos de D. Terezinha, aprimeira imagem que me vem à mente é sobre a disputa de todos querendo dormir na mesma cama que a vó. Ela fica muito faceira contando essas aventuras pueris. Abração! Deus lhe abençôe!

      Excluir
  4. Corrigindo: não saiu o " ic" padre " Auricélio"

    ResponderExcluir
  5. Padre Auricelio,com certeza ela foi para nos filhos de Abilio seu cunhado uma pessoa fundamental para a nossa educação,pois quando nosso pai partiu eu e meus irmão eramos muito pequeno,mas Deus colocou nossa tia em nosso caminho,ajudando sempre minha mãe a nos educar e em tudo o que nos precisavamos.
    Tia Terezinha,nos seus sobrinhos Marcos,Raquel,Claudio,Amarildo e Marcelo te amamos para sempre e muito obrigado.

    Att.Marcos e irmaõs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Marcos, sei que é verdadeiro o carinho que vocês nutriam por D. Terezinha. Muito obrigado por esta sua mensagem-testemunho. Fique com Deus!

      Excluir

Postar um comentário