sexta-feira, 3 de abril de 2015

MISSA DO CRISMA NA CATEDRAL DE TUBARÃO



A Missa do Crisma, como é costumeiramente chamada a Missa da Instituição da Eucaristia com bênção dos Santos Óleos, na Catedral de Tubarão, aconteceu na manhã desta Quinta-feira Santa. Com a presença de quase todos os presbíteros que atuam na Diocese, um Diácono Permanente, alguns candidatos ao Diaconado Permanente, seminaristas, religiosas e muitas lideranças das paróquias da Diocese, a celebração se tornou um grande louvor ao Pai por Jesus. D. João Francisco Salm presidiu a Santa Missa. 

Em sua homilia, com palavras dirigidas especialmente aos presbíteros, disse que “a caridade pastoral exige um amor esponsal. Daí brotará a fraternidade presbiteral. Os padres, juntamente com os leigos e leigas, promovem o Reino de Deus. Sacerdócio é ministério de serviço”. 

Recordando o sexagenário da Diocese a ser comorado em agosto próximo, o Bispo disse: “com gratidão, reconhecemos todos os que trabalharam para construir a história de nossa Diocese nestes sessenta anos. Podemos nos inspirar nos jubileus bíblicos, quando se buscava cultivar o perdão, a reconciliação, o pagamento de dívidas. Por isso, neste Jubileu, voltemos para o Cristo”. E conclamou os padres para juntarem à comemoração, as prioridades diocesanas e também o Ano da Paz. E tenhamos a certeza de que nós fomos alcançados pela Graça de Deus e devemos testemunhar esta alegria”. 

O Bispo ainda agradeceu a todos os padres, repetindo uma frase do Papa Francisco: “os padres não são super-homens; são amigos de Deus!”. Na ocasião, rezou-se pelos presbíteros enfermos, suplicou-se a Deus para que envie operários para a Messe. Houve a Renovação das Promessas da Ordenação Presbiteral, a Bênção dos Óleos dos Catecúmenos e dos Enfermos, e a consagração do Óleo do Crisma. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário