quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

IRMÃ DO SERVO DE DEUS PE. ALOÍSIO VISITA O NOVO PÁROCO



25 de fevereiro de 2015. 16h. Nesta tarde, na Casa Paroquial, o Pe.Auricélio recebeu a visita de D. Maria Boing, irmã do Servo de Deus Pe. Aloísio Boing, candidato aos altares. 

Aos 92 anos de idade, D. Maria estava bem animada e lúcida, queria conhecer o novo sacerdote que veio morar na comunidade. Acompanhada de uma de suas filhas, ela visitou o Memorial dedicado à história do seu Irmão. Depois de fazer suas orações, ela trocou algumas ideias com o reverendo e recebeu a bênção.  

MATRIZ FARÁ COLETA ESPECIAL EM FAVOR DE RETIRO

25 de fevereiro de 2015. 19:30h. Um dos grandes desafios da evangelização é atingir a juventude. Mas, apesar de ser exigente, não podemos desanimar de semear o Evangelho nos corações juvenis. A pessoa de Jesus (e sua mensagem) é apaixonante! 

A comunidade paroquial de Vargem do Cedro compreende isso e, então, tem apoiado todo tipo de iniciativa para envolver a juventude. Muitas pessoas estão se unindo à Equipe Organizadora do Retiro de Jovens marcado para os próximos dias 07 e 08/03, aqui na matriz. 

Muitas doações estão sendo feita; afinal de contas, são 120 jovens e mais uma Equipe de 30 pessoas na Organização. Por isso, na reunião do CPP desta noite, as lideranças da matriz, com anuência do Pároco, assumiram de doar os 1500 pães para o evento, num total de R$ 600,00! 

Para isso, far-se-á uma coleta especial na próxima Missa de domingo. Antes, através de diversas formas (conversas, telefones...), irão sensibilizar a comunidade. D. Albertina Vitoretti e D. Zilda Stuepp, em nome da Organização, agradeceram a iniciativa do Conselho de Pastoral.

PRIMEIRA REUNIÃO DO CONSELHO DE PASTORAL PAROQUIAL

                  



25 de fevereiro de 2015. 19:30h. “Quem ama, faz sempre comunidade; não fica nunca sozinho” (Santa Tereza D’Ávila, 1582). Esta frase serviu de inspiração para a primeira reunião do CPP de Vargem do Cedro nesta noite. 

Durante o dia o pessoal da CAEP da matriz deixou a Casa São José e os jardins da matriz em ordem para a reunião. D. Verônica Hellmann, Coordenadora do CPP, deu as boas-vindas a todos, especialmente ao novo pároco, Pe. Auricélio. Feitas as apresentações, aprovou-se a Agenda da reunião. D. Albertina Vitoretti, do Santuário da Beata Albertina, dirigiu a espiritualização inicial, refletindo sobre a pedagogia de Jonas para mover toda Nínive para a conversão. 

Pe. Auricélio apresentou a Ata da Assembleia Paroquial do último ano. Ir. Berth dirigiu uma reflexão sobre “O sentido da Quaresma”. Disse que “Deus espera que nós rezemos mais e melhor”. Recordamos o Objetivo Geral de nossa Diocese que, em síntese, é evangelizar. Conversou-se sobre as Prioridades e Ações Comuns diocesanas para este ano. 

Os participantes partilharam sobre como estão “vendo” nossa Paróquia. De modo geral, há uma percepção muito positiva e esperançosa. Falou-se sobre a importância de planejar melhor o acolhimento em nossas comunidades. Pe. Auricélio colocou outra questão, sobre as expectativas com relação ao novo pároco. Esperam que apoie as lideranças, especialmente no trabalho com catequizandos e jovens. 

O Pároco anunciou uma série de reuniões com os CPC’s e convidou para a Escola Paroquial de Formação de Lideranças (dia 04). Sobre o Retiro de Jovens, próximos dias 07 e 08/03, aqui na matriz, há uma boa expectativa; a matriz assumiu de doar os 1500 pães para o evento. Será feita uma coleta especial na próxima Missa de domingo. E anunciou que será promovido um Encontro de Jovens com Jesus, dia 14, sábado, às 22h, na matriz. 

Tratou-se da Campanha da Fraternidade, da Coleta da Solidariedade (dia 29/03, Ramos). Abordou-se o tema Catequese e Semana Santa; e vários outros eventos que acontecerão ao longo do ano em nossa paróquia. A reunião terminou às 21:45h, com um delicioso lanche.


terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

FILHO DE NOSSA DIOCESE É ORDENADO BISPO DE RIO DO SUL


22 de fevereiro de 2015. A celebração Eucarística na qual foi ordenado Bispo o nosso querido Pe. Onécimo Alberton, foi coisa de Deus! Mais de cinco mil pessoas unidas pela fé participaram da Santa Missa neste domingo, em Criciúma. O Sisos Hall, que é imenso, ficou tomado de pessoas. Mais de 120 padres e diáconos, 12 Bispos, religiosos e seminaristas, representantes da Diocese de Rio do Sul!.... 

A festa foi muito bem preparada, mas o mérito é do Espírito Santo que tocou fortemente cada pessoa presente. O carisma do novo Bispo da Igreja contagiou a todos. O lema que escolheu para nortear seu pastorei revela o seu coração: “Estou no meio de vós como aquele que serve” (Lc 22,27c).
Sobre o Bispo Ordenante, D. João Francisco, nosso Pastor de Tubarão (SC), explicou D. Onécimo: 

“D. João e eu trabalhamos juntos na formação, em Florianópolis, durante nove anos. Foi alguém que muito me ajudou e me aconselhou. Neste ano, a Diocese de Tubarão completa 60 anos de caminhada pastoral. 

Sendo eu, filho da Diocese de Tubarão, onde tive toda a minha formação e o início de meu ministério pastoral, foi a forma que encontrei para unir a diocese mãe, a diocese filha e os três pastores (referindo-se a D. Paulo de Conto e a D. Jacinto Flach). Um reconhecimento e uma gratidão pela caminhada pastoral e eclesial realizada durante todo esse tempo”.


Ao lado do ordenado estavam, emocionadíssimos, os Presbíteros assistentes: Wilson Buss e Ângelo Galato. Foram estes os dois primeiros a saberem da eleição do Pe. Onécimo.

Segundo o sítio oficial da Diocese de Criciúma, “durante quase uma semana, nos últimos dias, Monsenhor Onécimo permaneceu sozinho, em constante oração e silêncio. 

‘Fiz minha experiência de retiro em preparação a esse momento da ordenação. Entrei em contato com as Diretrizes Pastorais da Diocese de Rio do Sul. Pude rezar com o coração fundamento nessa realidade concreta da diocese, do povo de Rio do Sul e, à luz da palavra de Deus e dos documentos da Igreja, ver o lugar do ministério pastoral para o qual fui chamado. 

Pude rezar, a partir desta realidade, trazendo em meu coração as paróquias, comunidades, os dois bispos, padres, religiosos e religiosas, seminaristas, leigos. Isso tudo me encheu de coragem, de esperança de ir ao encontro da Diocese, confiante na presença de Deus e da disposição do meu coração em fazer a sua vontade. 

Sinais estes que pude visualizar desde o primeiro encontro que tive com padres e lideranças, às vésperas do Natal. As impressões primeiras de ser bem acolhido por eles, a disposição do coração de cada um de abraçar juntos esta missão enche meu coração de alegria e de esperança’, afirma o futuro bispo.”



Louvamos a Deus por esta vocação! Louvamos a Deus pelo testemunho de obediência à Providência Divina que o novo Bispo nos dá! Louvamos a Deus por confiar tarefas tão grandes a pessoas tão frágeis, como “vasos de argila”! E pedimos que o Senhor suscite muitas outras vocações de especial consagração (padres e religiosos/as) para a Sua Igreja!

D. ONÉCIMO RESSALTA A IMPORTÂNCIA DO TESTEMUNHO PARA O DESPERTAR VOCACIONAL

Deus “gosta” de utilizar mediações para que Seus Planos cheguem aos nossos corações. A Bíblia é repleta de exemplos de como Deus elegeu homens e mulheres, em todos os tempos, como Seus “instrumentos” especiais. Esta pedagogia de Deus ainda é atual. Deus se utiliza de nós para que Sua vontade chegue aos corações das pessoas. É por isso que dizemos que todo cristão é testemunha de Cristo, discípulo-missionário!

Segundo o sítio da Diocese de Criciúma, o mais novo Bispo do Estado de Santa Catarina, D. Onécimo Alberton, filho de Orleans e Bispo de Rio do Sul (SC), enaltece a importância de um sacerdote para que houvesse um despertar vocacional. Além do ambiente familiar fortemente religioso, a presença do Pe. Santos Sprícigo marcou profundamente o coração do menino-jovem Onécimo. Lá se pode ler um depoimento do novo Bispo.  

“Padre Santos foi uma referência muito forte na minha vida, pela proximidade, pela amizade com a família. Foi ele quem presidiu todos os sacramentos. Pelo fato de minha mãe, na época, ter passado por uma cirurgia em Curitiba devido a um problema cardíaco, ele me aconselhou que eu fosse para o Seminário de Orleans. Até então recebíamos visitas do padre Cornélio Dall’Alba na escola. Mas ele me aconselhou a ingressar porque estaria próximo da família diante da situação enfrentada. 

Ele foi referência desde a infância pelo jeito de ser, de agir, de acolher. Ele me acompanhava diretamente. Todas as vezes que eu ia visitar a família, passava na casa paroquial para visitá-lo. Ele fazia questão de fazer o café e de dialogar. Me dava muita atenção e fazia recomendações no período de férias, sobre como eu deveria viver esse período, a presença que eu deveria ter e o espírito cristão junto a comunidade, de lá ser testemunho, conviver e estar junto aos jovens. 

Era um líder forte, em alguns momentos incompreendido, porém amado pelo povo. Uma pessoa que nos momentos cruciais estava sempre presente. Era pai. Isto sempre me encantou, esse espírito de liderança dele”.


Vários outros padres nascidos em Orleans poderiam, certamente, dar depoimentos semelhantes. O povo de Orleans ainda venera as lembranças do seu antigo pároco. 

Já idoso, com uma grave enfermidade pulmonar, o Pe. Santos faleceu no dia 9 de agosto de 1992, dias antes do Onécimo ser ordenado Presbítero (27 de setembro, em Brusque do Sul). Na ocasião, na hora da Ordenação, choveu torrencialmente. Foi por isso que D. Hilário, o Bispo ordenante, teria dito: “são as lágrimas do padre Santos por não poder estar aqui”. 

AMIGOS DO SERVO DE DEUS PE. ALOÍSIO VISITAM VARGEM DO CEDRO





21 de fevereiro de 2015. Muitas pessoas vêm constantemente visitar Vargem do Cedro. Os turistas costumam se deter na praça da vila, onde visitam a linda matriz de São Sebastião. A Gruta de Nossa Senhora de Lourdes também recebe muitos devotos de Nossa Senhora, bem como o Memorial do Pe. Aloísio Boing, o Servo de Deus que está a caminho dos altares. 

Nascido e criado em Vargem do Cedro, ordenado padre, realizou sua obra na Diocese de Joinville, onde faleceu com grande fama de santidade. No ano passado foi aberto o seu Processo de Canonização. 

Neste final de semana, um grupo de turistas veio visitar nossa região e o Memorial do amigo que consideram santo. Recordaram vários ensinamentos do sacerdote que, segundo eles, era muito simples, de fácil acesso e espirituoso. Sua alegria e santidade cativavam a todos. Atencioso com as pessoas, sensibilizava-se com os dramas delas e sempre lhes falava com carinho para que rezassem diante do Sacrário. 

Ficaram muito contentes com o Memorial que a nossa comunidade construiu e já agendaram uma outra visita ao local, desta feita, trazendo um número maior de romeiros. No domingo, pela manhã, eles vieram participar da Missa da comunidade.

RETIRO DE JOVENS SERÁ FORTE MOMENTO DE EVANGELIZAÇÃO

20 de fevereiro de 2015. 20:45h. O 1º Retiro de Jovens de Vargem do Cedro está à todo vapor! Acontecerá nos próximos dias 7 e 8 de março, mas seus organizadores já estão totalmente empenhados para tudo ocorra bem. 

O objetivo é reunir jovens e adolescentes para lhes oportunizar uma experiência de fé forte e marcante. Para ajuda-los a fazerem esta experiência, virá um grupo de casais do Movimento de Irmãos da Catedral São José, de Criciúma. Ao todo 120 jovens fizeram suas inscrições, obrigando nossa comissão a encerrar as inscrições. 

Sentimos que há uma sede por esta modalidade de evento. Evangelizar a juventude é ainda um grande desafio na pastoral da Igreja. Muitos parceiros já se uniram aos organizadores e outros mais serão contatados.

ASSOCIAÇÃO CORAL ABRILHANTA MISSA NA MATRIZ

20 de fevereiro de 2015. 19:30h. Nesta noite, terminada a oração da Via-sacra, aconteceu a Santa Missa na matriz São Sebastião, em Vargem do Cedro. 

Na ocasião, a Associação Coral Santa Cecília, da matriz, ministrou as músicas, com um repertório rico e próprio para a liturgia quaresmal. Parabéns aos cantores e ao seu maestro, senhor Sebastião (o Bath), que ajudaram os fiéis a fazerem a experiência do encontro com Jesus. 

Durante a Missa presidida por mim, Pe. Auricélio, houve a 2ª Novena em honra a Nossa Sra. de Lourdes. No altar lateral direito, dedicado a Virgem Maria, a imagem de Lourdes foi colocada em destaque, entre castiçais com velas acesas. O encerramento da Novena deu-se com a tradicional “Salve, Regina”. 

Terminada a celebração, o Santíssimo Sacramento foi exposto e, após breve Adoração, seguiu-se o Passeio com bênção da saúde. 

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

QUARTA-FEIRA DE CINZAS – INÍCIO DA QUARESMA EM VARGEM DO CEDRO

18 de fevereiro de 2015. Com a Graça de Deus, hoje as três comunidades paroquiais se reuniram para celebrar a Santa Missa. 

Nesta Quarta-feira de Cinzas, ao iniciar-se o período litúrgico da Quaresma, tem início uma caminhada espiritual de preparação comunitária e pessoal para a maior de nossas festas cristãs: a Páscoa! 

Absolutamente, a Quaresma não marca o fim do Carnaval! E sim, o começo de um tempo novo marcado pelo desejo de conversão sincera e substancial. “Rasgar o coração”, “voltar para Deus”, “reconciliar-se com os irmãos”, “ficar atento... no jejum/humildade, na esmola/caridade e na oração/presença de Deus”. 

Às 8:30h, na capela da Forquilha de Aratingaúba, houve a Missa de Cinzas. A comunidade se reuniu vivamente e celebrou, também, a abertura da Campanha da Fraternidade. No Santuário da Beata Albertina, a Missa foi às 10h. A Rádio Litoral AM e a Católica Net transmitiram a celebração. Marcinho cuidou da animação. O Santuário estava quase repleto. Apresentamos o livreto para os Grupos de Famílias se prepararem nesta Quaresma. Traz o tema da CF: “Fraternidade: Igreja e Sociedade” e o lema “Eu vim para servir!”.


No período da noite, às 20h, foi a vez da matriz celebrar a Missa de Cinzas. Muita gente se fez presente. O Geraldo cuidou dos cânticos, dirigindo sua equipe de cantores. Os missionários da Mãe Peregrina trouxeram as capelas que peregrinam nas famílias. 

Tanto na matriz, quanto nas comunidades, celebramos a Renovação da Aliança de Amor. Também aqui apresentamos o livreto para os Grupos de Família. E pedi que se apresentassem os membros dos sete Grupos existentes na comunidade, a saber:  São Francisco de Assis, Santa Inês, Beata Albertina, N. Sra. De Lourdes, São Cristóvão, Santa Paulina e São José. 

Nas três celebrações deste dia houve imposição das Cinzas aos fiéis e um gesto de solidariedade aos 21 cristãos coptas decapitados pelos fundamentalistas do Estado Islâmico, na Líbia, no último domingo. No início da Missa, pedi que deixassem uma vela apagada sob o altar. E li algumas palavras do Papa sobre o fato: “Nossa Igreja está participando da dor da Igreja Copta. O sangue de nossos irmãos cristãos é um testemunho que grita. Pouco importa que sejam católicos, ortodoxos, luteranos, coptas: são cristãos e o sangue é o mesmo, o sangue confessa Cristo”. 

Nas celebrações de domingo passado eu já havia sensibilizado a comunidade sobre as perseguições aos cristãos na Nigéria e na Índia. Na ocasião, li uma declaração de Sajan Jorge, do Conselho Global de Cristãos Indianos, após o 6º ataque às escolas cristãs em Nova Delhi, capital da Índia: “Estamos profundamente preocupados. A hostilidade para com a pequena comunidade cristã não tem fim. De fato, grupos nacionalistas continuam a focar em fiéis, instituições religiosas e, agora, em escolas”.

ACOLHIDA DO NOVO REITOR DO SANTUÁRIO DA BEATA ALBERTINA

15 de fevereiro de 2015. 10h. Por pouco não me demorei mais para chegar ao Santuário. Muitos cumprimentos na matriz e péssima estrada fizeram com que eu começasse a Missa em São Luís com 15 minutos de atraso. 

O Santuário estava cheio. Através de uma faixa e da leitura de uma mensagem, a comunidade dava as boas-vindas ao novo reitor. Fiquei muito contente com o carinho e simplicidade das pessoas. Muitos romeiros estavam presentes. 

Ao final da homilia cantei “Amor e Caridade”. A Missa foi transmitida pela Web-TV, pela Católica-rádio e pela Rádio Litoral. A Missa terminou com a bênção com a relíquia da Bem-aventurada. Após, acolhi todas as pessoas que vieram até mim e fui almoçar com o casal Valério e Renata (que estava aniversariando). 

Durante a tarde presidi a reza do Terço da Misericórdia na Gruta do Martírio e ministrei a Unção dos Enfermos aos romeiros que desejaram. Atendi e ofereci momentos de orações a vários grupos de romeiros que iam chegando em São Luís.

MATRIZ OFERTA SEU DÍZIMO NA MISSA



15 de fevereiro de 2015. 8:30h. Neste domingo o Senhor nos preparou um dia belíssimo. Toda a comunidade se reuniu para a Santa Missa, na qual ofereceu seu Dízimo. Seu Dinho, acompanhado do violão e de outros companheiros, cuidou da animação. 

Toda a Equipe de Liturgia estava bem preparada para o Santo Sacrifício. Pude conhecer mais algumas pessoas; aos poucos estou contatando mais e mais paroquianos. Durante todo o dia a matriz recebeu turistas. A igreja é parada obrigatória para quem deseja conhecer um pouco mais de nossa fé e da cultura deste povo. 

FORQUILHA DE ARATINGAÚBA – MINHA PRIMEIRA MISSA NA COMUNIDADE



14 de fevereiro de 2015. 17h. Foi a primeira vez que entrei na igreja desta comunidade. A capela de Nossa Sra. De Fátima foi toda reformada nos últimos anos. Está aprazível, mas a comunidade ainda deseja construir uma varanda e trocar o piso. 

A capela ficou repleta de fiéis, muitos provenientes de Aratingaúba, meus ex-paroquianos e a amigos. A dupla Clésio e Dorilda, de São Tomás (Imaruí, SC), animou a celebração. Fiquei muito contente em revê-los, pois eles vêm se dedicando há anos à musica religiosa também. Inclusive, em 2013, gravaram um bonito CD religioso. Lá colocaram uma música em homenagem à Beata Albertina. 

Ao final da Missa, em nome da comunidade, a professora Cilinha me dirigiu palavras de acolhimento e fraternidade. Fiquei muito lisonjeado com todo o carinho recebido. Após a Missa, no Salão, a comunidade ofereceu um coquetel para todos os presentes. Torta, bolos e outras guloseimas foram partilhados. 

Acompanhado de algumas lideranças conheci melhor o Salão Paroquial, as obras que foram feitas e algumas que estão concluindo. Fiquei muito bem impressionado com o esforço destas pessoas simples, pensando no bem de toda a comunidade.

CELEBRANDO A FÉ COM AS IRMÃS FRANCISCANAS DE SÃO JOSÉ



12 de fevereiro de 2015. 17:30h. Cheguei um pouco antes do horário na residência das Irmãs que atuam na paróquia de Vargem do Cedro. Há quase cem anos que a Congregação ajuda nos trabalhos pastorais e é presença marcante na vida eclesial. 

Três religiosas idosas residem na casa. Fui muito bem acolhido, como sempre que visito estas religiosas. Na sala de estar trocamos algumas ideias e nos dirigimos à bonita capela particular que elas possuem. 

Foi muito bom rezar com estas filhas de Madre Alfonsa, de São Francisco e de São José. Durante a Missa celebramos também a Liturgia das Horas (Vésperas). Terminada a Missa, na mesa das refeições, continuamos a celebrar nossa vida e nosso ministério.

LARANJEIRAS – FESTA DA SENHORA DE LOURDES

11 de fevereiro de 2015. 20h. A comunidade de Laranjeiras (Laguna, SC) está celebrando sua padroeira. Hoje, dia da Santa, eu estive lá rezando a Santa Missa. 

O Coral da comunidade abrilhantou a cerimônia, sob a direção da maestrina Simone. Na procissão de entrada acompanharam-me as que já são dizimistas oferentes. 

No momento da apresentação das oferendas, também elas foram depositar seu “diziminho” aos pés do altar. Muitos devotos, também das comunidades vizinhas, se fizeram presentes. É sempre uma ótima oportunidade para louvar a Deus e evangelizarmos as pessoas. Terminada a Missa, me demorei conversando com os amigos.

SANTUÁRIO – DEVOTOS REZAM MIL AVE-MARIAS



11 de fevereiro de 2015. 14h. Hoje, dia de Nossa Senhora de Lourdes, um grupo de devotos se reuniu no Santuário da Beata Albertina para rezar Mil Ave-Marias! A maior parte das pessoas era proveniente do município de São Bonifácio (SC), além dos demais romeiros. A reza das Mil Ave-Marias é prática devocional antiga. 

Quando criança, lá em Tubarão, lembro-me de como minhas tias Inês e Rôla nos incentivavam para esta devoção. Um terço após o outro, entre uma jaculatória e outra, as contas do rosário vão sendo desfiadas e se chega ao número de mil Ave-Marias rezadas. Albertina era devotíssima de Nossa Senhora. E qual melhor Mestra poderíamos desejar que Maria, aquela que educou o Filho de Deus?!

MENSAGEM À COMUNIDADE NA POSSE EM VARGEM DO CEDRO


08 de fevereiro de 2015. Durante a Missa, com permissão do presidente Pe. Pedro De Biase, Delegado do Bispo, me dirigi à comunidade com as palavras abaixo.

Noite passada eu vim dormir em Vargem do Cedro. Do trajeto de Tubarão, onde residem meus pais e familiares e onde me criei, até aqui, em minha mente, foram passando muitas cenas de minha caminhada existencial e vocacional. Recordei minha infância junto ao trilho da estrada de Ferro D. Tereza Cristina e ao rio Tubarão. Naqueles tempos eu, meus irmãos, meus familiares e amigos construímos inesquecíveis histórias e aventuras.

Nossos pais nos educaram nos valores cristãos e da vera cidadania. Crescemos nos ambientes abençoados da nossa casa e da capela de Santa Terezinha do Menino Jesus. Vendo o testemunho de nossos pais, lideranças comprometidas na vida de fé de nossa comunidade, recebemos a maior herança que eles poderiam nos legar: a fé em Jesus Cristo.

Foi neste ambiente que, ainda muito criança, descobri um desejo em meu coração de servir a Deus como padre. Não me faltaram testemunhos de homens santos e abnegados como o Pe. Érico (do Coração de Jesus), do Pe. Claudino Biff, do Pe. Angelo Bússulo, do Pe. Silvestre Koepp, do Pe. Raimundo Ghizoni, de D. Juventino Kestering, de D. Anselmo Pietrulla... e, nos últimos anos, de nosso Pe. Pedro De Biase. O exemplo das religiosas do Coração de Jesus e de inúmeros outros leigos e leigas marcaram minha vida de fé.

Assim, em 1977, aos onze anos de idade, ingressei no Seminário de Tubarão. Aos 24 anos iniciei meus estudos de Teologia e, após dois anos fazendo missões na África, fui ordenado presbítero na Catedral de Tubarão, no abençoado dia 29 de julho de 1995. Naquele dia eu acolhi o dom de minha vocação e prometi a D. Hilário Moser buscar me configurar a Jesus Cristo. Para tanto escolhi o lema sacerdotal “Tu és o meu Pastor, nada me faltará”. Como singelo carneirinho me coloquei nos braços do Bom Pastor para que Ele me ensinasse a ser um bom pastor também.

Minha primeira destinação foi Imaruí, a “terra do Senhor dos Passos, da Mãe Peregrina, de São João Batista e da Beata Albertina”. Por dez anos aquele povo amado e religioso me ensinou a dar os primeiros passos como padre; me impulsionou e me corrigiu. Amei e fui muito amado naquelas 39 comunidades. Ótimos padres caminharam ao meu lado naquela paróquia!

Depois, D. Jacinto me enviou para Jaguaruna, a “terra da Senhora das Dores, das belas praias, do povo sereno e simples, e da festa do Divino”. Também lá fui muito amado e amei o povo de Deus!

Passados dois anos apenas, a Igreja pediu que eu assumisse a coordenação da Pastoral Vocacional, como Promotor Vocacional e fosse formador dos futuros padres, junto com o Pe. Pedro De Biase e o Conselho de Formação. Foram anos de dedicação integral, sem férias, 24 horas cada dia e o dia todo, construindo homens e nos deixando construir também. Quantas histórias, quantas aventuras, quanta lágrima e gargalhada e preocupação! Experiências assim eu as vivi também com o Pe. Marcelo Buss, nosso atual reitor do Seminário diocesano. Ser formador e promotor vocacional é viver sonhando sonhos de Deus para a Igreja, para os jovens vocacionados... Mas é preciso aprender diariamente de Deus as virtudes da paciência, da escuta, da interpretação dos sinais e da importância da Via-crucis, sonhando com o Sol Pascal.

Mas o padre não se pertence; ele é do povo, é da Igreja, é de Deus! “Onde você gostaria de trabalhar, Pe. Auricélio?”, perguntou-me D. João Francisco. “Onde o senhor precisar de mim, Excelência!”, lhe respondi. Assim, sem demora, porque já tinha decidido em seu coração, determinou: “Então, você vai para Vargem do Cedro, e cuidará do Santuário de Albertina”.

Tenho rezado e pedido orações para esta minha nova missão. Sei que não estou chegando como dono da paróquia, porque ela pertence à Deus e ao povo que a constitui. Sei que nestes 115 anos de existência muita história foi construída nestas comunidades. Sei que aqui viveram e por esta paróquia se dedicaram muitos santos e abnegados padres, como o Pe. João Batista Steiner (o primeiro Cura destas paragens), o Pe. Gabriel Lux (que construiu esta matriz), o Pe. José Mühlhoff (que promoveu inúmeras vocações e a música)... e, nestes nossos dias, entre tantos, o Pe. Renato José Rohr (que edificou o nosso museu e impulsionou a gravação do lindo CD do nosso Coral), e o Pe. Sérgio Jeremias de Souza.

Como não reconhecer toda a dedicação e inteligência deste sacerdote diocesano na condução da vida eclesial nestes sete anos em que aqui trabalhou?! Nós lhe somos imensamente gratos pelo esforço na Causa da Beata Albertina. Nosso Santuário é uma beleza, é inequivocamente um dos mais lindos pontos turísticos de nossa região, um marco no turismo religioso do sul do Brasil. Infelizmente muitos irmãos na fé e certas autoridades civis ainda não despertaram para o fenômeno que está acontecendo nesta paróquia de Vargem do Cedro em torno da devoção à Bem-aventurada Albertina. E além desta cândida flor, Deus colheu outro precioso dom destas nossas terras: o Servo de Deus Pe. Aloisio Boing. Sim, estamos numa terra de “santos”: estes que mencionei e tantos outros que só Deus conhece.

Amados irmãos e irmãs, vocês que constituem esta matriz, o Santuário e a querida comunidade da Forquilha: estou chegando para amar muito; para trabalhar e caminhar com vocês; para aprender a ser um homem e um cristão melhor; para beber desta cultura germânica (no que ela tem de melhor). Mas sou fraco e pecador. Na minha mochila eu trago muita vontade de servir e colaborar.
Tenho rezado por todos. Oro pelos irmãos dos municípios de São Martinho e de Imaruí. Peço que rezem por mim também. Temos muitos desafios: promover a cultura da Paz neste ano da Paz; promover todas as vocações, especialmente aquelas de especial consagração, pois estamos no Ano da Vida Consagrada; a caminhar mais unidos à nossa Diocese, com suas Prioridades e Metas, neste ano em que celebramos os 60 anos de sua criação; a acolhermos o desafio de sermos mais servidores, conforme nos inspirarão a Campanha da Fraternidade e a Quaresma que já vão chegar.

Agradeço toda a dedicação das lideranças das três comunidades nestes anos todos e das queridas Irmãs Franciscanas de São José que aqui vivem. Obrigado! Deus sabe! Peço que continuem atuando em suas funções para o bem do Reino de Deus. Vamos dialogar, caminhar juntos! A todos quantos se dedicaram em preparar a minha chegada, e todos os que aqui se encontram (inclusive os que vieram de outras paróquias, os amigos da Pastoral Vocacional, da Mãe Peregrina, da Congregação Mariana, do Seminário, da minha terra da Passagem, os meus pai, irmãos e familiares), muito, muito obrigado! Dankchen!

Para terminar, quero repetir aqui o gesto que fiz ontem à noite, quando cheguei aqui em Vargem do Cedro (ao beijar este chão), em sinal de respeito, de serviço e de minha pequenez diante de Deus!

Valha-nos as intercessões de São Sebastião, São Luís, da Senhora de Fátima, da Beata Albertina e do SD Pe. Aloisio!

Rezem por mim, amados! Rezarei por vocês também! Dankchen!


Pe. Auricélio Costa.

D. VERÔNICA HELLMANN SAÚDA O NOVO PÁROCO

Na ocasião de minha apresentação como Pároco de Vargem do Cedro, em nome da comunidade, falou D. Verônica.

Pe. Auricélio, seja bem-vindo à nossa família: a paróquia São Sebastião de Vargem do Cedro!!! Esta é uma comunidade profundamente católica! A fé sempre determinou nossas decisões. Como Capital das Vocações, já oferecemos muitos filhos e filhas para a Igreja e temos a honra de termos dois Servos de Deus nos altares. 

Hoje assumimos a incumbência de continuarmos rezando pelas vocações. Aos poucos o senhor irá nos conhecendo e nós o conheceremos também. Assim, os laços se estreitarão e, com certeza, seremos fortalecidos. Queremos ser como o sal, tão simples, mas que dá gosto e sabor às ações da vida. E, assim, só teremos a ganhar, caminhar juntos nesta evangelização, vendo o Reino de Deus crescer!


Pe. Auricélio seja bem-vindo em nosso meio! Você faz parte de nossa família paroquial!

MISSA DE APRESENTAÇÃO EM VARGEM DO CEDRO



08 de fevereiro de 2015. 08:30h. Enfim chegou o dia da apresentação à comunidade de Vargem do Cedro do seu novo pároco. E o escolhido pelo Senhor Bispo fui eu. O domingo ensolarado favoreceu para alguns parentes pudessem se fazer presentes; dentre eles, meus pais Sebastião e Osmarina, e meus irmãos Aurélio e Angelita, que veio com toda a família. 

Também veio grande representação de amigos da paróquia da Passagem, Tubarão, onde me criei; inclusive com meu padrinho de Batismo, o senhor José Sampaio; também se fez presente a Ir. Johanna Nillmann, que lá trabalha. Os seminaristas menores, os do Propedêutico, da Filosofia e da Teologia vieram participar deste momento de minha caminhada, o que me deixou muito emocionado. Pe. Marcelo Buss, Reitor do Seminário Nossa Sra. De Fátima (Tubarão) também esteve presente. 

O Ministério de Música Poder da Canção se fez representar pelos amigos Jailson e Edilene e familiares. O pessoal da Campanha da Mãe Peregrina, da Congregação Mariana e da Pastoral Vocacional igualmente fez questão de estar presente. Pe. Pedro De Biase, Delegado do Bispo, presidiu a celebração e dirigiu o ritual de Posse. 

A matriz estava repleta de fiéis, das três comunidades da Paróquia São Sebastião. Uma faixa com votos de boas-vindas foi colocada na praça da matriz. Fizeram uso da palavra o Pe. Marcelo e a D. Verônica Hellmann. Eu também dirigi algumas impressões à comunidade. Recebi homenagens e muitos cumprimentos. 

Após a Santa Missa, na Casa São José, meus parentes e demais visitantes receberam um delicioso e oportuno café. Com a graça de Deus desejo ser um fiel instrumento em Suas divinas mãos. Conto com a oração da comunidade e as intercessões da Beata Albertina, do SD Pe. Aloisio Boing, da Virgem Maria e de São Sebastião.

BÔDAS DE PRATA DE ÊNIO E LAIR – CAPIVARI

31 de janeiro de 2015. 20h. A gente que crê no amor nunca se acostuma a ver casais separarem. Cada casal constrói sua história particularmente e não nos cabe julgar os motivos que o levam a se separar. 

Por outro lado, celebrar Bôdas de Prata Matrimonial é uma dádiva que aproxima ainda mais os cônjuges, seus filhos e familiares e amigos. Foi o que pudemos celebrar nesta noite na capela São José, no bairro Três de Maio, em Capivari de Baixo (SC). 

Ênio e Lair, acompanhados de seus filhos Sara e Saulo, com outras cem pessoas, participaram da missa festiva. A Missa foi animada por um grupo de cantores da comunidade, na qual a Lair é catequista e liderança há muitos anos. Prepararam homenagens ao casal jubilar. 

Após a cerimônia, muito bem preparada, por sinal, houve recepção aos convidados no Clube Náutico de Tubarão, no bairro Campestre, em Tubarão. Desejamos que esta família seja sempre muito unida, como sonha para nós o Bom Deus! 

MISSA FESTIVA COM AS IRMÃS DO CORAÇÃO DE JESUS



30 de janeiro de 2015. 17h. O retiro espiritual do Instituto das Irmãs do Coração de Jesus, cuja Casa Regional situa-se em Braço do Norte, terminou nesta tarde com a Santa Missa. D. João Francisco Salmo, Bispo de Tubarão, dirigiu as reflexões do Retiro e presidiu a celebração. Fez-se acompanhar pelos demais padres presentes (Marcelo Buss, Auricélio, Joel Marcolino Bittencourt, Wilson Buss) e o Monsenhor Onécimo Alberton, Bispo Eleito de Rio do Sul. Eu cuidei da animação, à convite das religiosas, minhas amigas e companheiras de missão deste a juventude. 

Ao longo da Missa, vivenciamos vários rituais próprios do Instituto: jubileu de consagração de três religiosas (40 e 60 anos dos Votos), posse da nova Direção Regional, envio da Ir. Rose Cardoso para a Alemanha, onde será a Dirigente Geral. Tudo foi realizado com muita fé e alegria. 

No final da celebração, num sinal de comunhão com a Igreja missionária, característica do Instituto, rezamos o Pai Nosso em Português, Espanhol e Alemão. Terminada a cerimônia, no Refeitório da Casa, foi servido um irrecusável coquetel festivo. 

A presença de Mons. Onécimo causou a mim uma alegria especial, pois fomos colegas de caminhada durante muitos anos no Seminário e no ministério presbiteral. Conversamos demoradamente sobre o processo de sua eleição e as expectativas para sua Ordenação Episcopal próximo dia 22.

VII CÊRCO DE JERICÓ DA CIDADE DE TUBARÃO



25 de janeiro de 2015. 20h. “Tudo posso n’Aquele que me fortalece”. Este foi o tema deste Cêrco de Jericó, na capela Santo Antônio de Pádua, em Tubarão (SC). Trata-se de um evento religioso imperdível. A comunidade católica já fica esperando, de um ano para o outro, a oportunidade de participar do Cêrco. 

Neste ano, substituindo o incansável Renato, está o Freitas, coordenando uma grande equipe de trabalhos. Durante todo o ano este pessoal reza e prepara os detalhes do evento. Eu tive a felicidade de presidir a Missa de domingo, dia 26, às 20h. 

Igreja superlotada, assembleia animada, liturgia ungida, ministério Frutos da Fé bem preparado, presença dos coroinhas, seminaristas, demais ministros da liturgia, meus pais... tudo contribuiu para elevarmos a Deus o sacrifício de louvor! Cantei “Amor e Caridade” no final da homilia. 

Após a comunhão fizemos um Momento Mariano junto à imagem de Nossa Senhora, quando rezamos pelas vocações. Depois, entraram na assembleia umas quatro dezenas de crianças que estavam participando do Cerquinho, durante a Missa, no Salão Paroquial. 

A celebração terminou e, logo em seguida, repus o Santíssimo Sacramento no altar para Adoração, fazendo, antes, o tradicional “Passeio Eucarístico” pelos corredores da igreja. E ainda pude participar de vários outros momentos de Adoração ao longo da semana. Graças e louvores sejam dados, a todo o momento, ao SS. e Diviníssimo Sacramento!

ARROIO CORRENTE – FESTA DE SÃO SEBASTIÃO



24 de janeiro de 2015. 20h. Por toda a região se multiplicam as festas em homenagem ao glorioso mártir São Sebastião. É isso que o povo canta no hino do Santo. Com o coração inflamado de amor por Jesus Cristo e sua Igreja, ele não temeu nenhuma barreira para testemunhar sua fé. Destemido e ousado, como todo jovem! Abdicou de todas as possibilidades de uma vida comum para cumprir o que Jesus lhe dizia no coração “quem perder a sua vida por mim, ganhá-la-á na eternidade”. 

A pequena comunidade de Arroio Corrente, no interior da paróquia de Jaguaruna (SC), se reuniu hoje para celebrar seu co-padroeiro São Sebastião. Fui convidado para presidir a Santa Missa, abrindo, assim, a festividade de Nossa Senhora do Livramento, a padroeira, que acontecerá dia 31 de maio vindouro. Fiz-me acompanhar de meus pais e da amiga Rosiléia. 

Alegrei-me por encontrar lá meus compadres Jorge e Vanderléia, o pessoal de Garopaba do Sul e alguns membros da Pastoral Vocacional da paróquia. O casal Rovane e Rozania está coordenando uma equipe de festeiros. A animação da Missa foi feita pelo Ministério da comunidade. Foi muito bom celebrar a fé com esta gente fervorosa. 

Terminada a celebração, no Salão Paroquial, aconteceu atividade de entretenimento com os devotos. Sendo aniversário natalício da Rozania, cantamos-lhe “Parabéns” e ela recebeu uma torta de presente! São Sebastião, rogai por nós!

FORMATURA DA ESCOLA DIACONAL – FLORIANÓPOLIS



24 de janeiro de 2015. 9h. Havia um clima de festa no hall de entrada do Provincialado das Irmãs da Divina Providência, na ilha de Florianópolis, nesta manhã de sábado. Num dos dias mais quentes deste verão, acontecia naquele local a Missa de Ação de Graças e Sessão solene de Colação de Grau de uma turma de 60 homens. 

Eles vieram de cinco Dioceses e, durante quatro anos, estudaram Teologia, visando ser ordenados Diáconos Permanentes. Estavam muito felizes hoje, acompanhados de suas esposas e filhos, familiares e amigos. De nossa Diocese de Tubarão, oito alunos se formaram: Manoel (Laguna), José e Almir (Imbituba), José e Carlos (Catedral), Adão (Morrotes), Simão (Braço do Norte) e Raul (Jaguaruna). Nove padres de nossa Diocese prestigiaram o evento, além de mais de duas dezenas de padres e os bispos de Florianópolis e Tubarão. 

A Missa aconteceu na capela do Provincialado, presidida pelo arcebispo. No Salão Nobre, ali mesmo, aconteceu a cerimônia de entrega dos Diplomas. Pe. Valter Goedert, Diretor da Escola Diaconal São Francisco de Assis há mais de 30 anos foi muito elogiado, bem como todo o esforço dos professores, auxiliares, alunos e suas respectivas famílias. Em nome dos formados discursou o nosso candidato Almir. 

Nossa Comissão Diocesana para o Diaconado Permanente, constituída por mim, o Pe. José Eduardo e o Pe. Nilo Buss, estava presente. Após toda a emoção da solenidade, houve o almoço de confraternização no Refeitório da Casa. Agradecemos a Deus pelo belo testemunho de fé e dedicação destes senhores. E pedimos para o Senhor, Dono da Messe, que lhes confirme na sublime vocação da diaconia! Parabéns!

PASSAGEM DA BARRA – LAGUNA – MISSA



23 de janeiro de 2015. 20h. Mais uma vez quis o Bom Deus que eu pudesse presidir a Santa Missa nesta querida comunidade de São Sebastião, na Passagem da Barra, em Laguna (SC), na Paróquia de Magalhães. Meus pais me acompanharam e mais o seminarista Adson. Fomos muito bem acolhidos. 

Os festeiros, trajando seus uniformes, acolhiam os devotos e organizaram uma bela festa para homenagear o padroeiro. A capela estava toda enfeitada. O Coral de Campos Verdes animou a celebração. Eu também entoei uma de minhas canções ao longo da Missa. Tudo correu muito bem, num clima de muita fé. 

Terminado o momento religioso, houve festividade no Salão Paroquial. Eu e os demais visitantes recebemos um delicioso lanche (inclusive com pastéis de camarão!).

TREZE DE MAIO – MISSA DE SÃO SEBASTIÃO

17 de janeiro de 2015. 20h. De repente notei que o tempo passou rapidamente e já estava atrasado para pegar estrada rumo à Treze de Maio (SC). Pedi pra Nossa Senhora ir abrindo as veredas para que eu pudesse celebrar com a comunidade. 

Mas, por Deus e a Virgem, cheguei a São Sebastião, no sul do município, à tempo. Ainda acompanhei a procissão motorizada que transladava a imagem do padroeiro da residência de uma família de volta à igreja. 

Dia de festa! Dia de vivenciar a devoção popular. Dia de cultivar a fé recebida dos antepassados. Dia de celebrar a tradição. Uma multidão de fiéis compareceu à capela dedicada ao glorioso mártir. O Ministério de Música Inspiração, da matriz São José, animou a Santa Missa. Eu a presidi auxiliado por uma boa Equipe de Liturgia. 

Havia muita alegria em todos os semblantes. Crianças, jovens e adultos cantaram e rezaram e participaram vivamente dos momentos litúrgicos. Aproveitei o final da homilia para cantar “Amor e Caridade”, do meu penúltimo CD. Pedi que os festeiros pegassem o andor nos ombros, cantamos o Hino do padroeiro, fizemos orações. 

Chamei as crianças para junto do andor do Santo e fizemos orações, abençoamos os pães que seriam ofertados aos devotos. Houve uma salva de fogos de artifício quando terminou a Missa. A criançada ganhou pirulitos dos festeiros. Na sacristia, ainda permaneci um bom tempo recebendo os leigos e dando bênção aos que pediram.

VARGEM DO CEDRO – COMEÇAM PREPARATIVOS PARA ENCONTRO DE JOVENS



17 de janeiro de 2015. 16h. Visto que recebi a nomeação como pároco de Vargem do Cedro, em São Martinho (SC), e Reitor do Santuário da Beata Albertina, em São Luís (Imaruí-SC), embora ainda não empossado, nesta tarde, recebi o casal Eugênio e Albertina. Eles são lideranças em São Luís e têm feito um lindo trabalho com jovens e famílias: retiros, aulas de violão, passeios, orações, Terços nas famílias, Oficina de Oração...

A sua visita no Seminário, onde estou, encheu-me de alegria. Conversamos bastante e trocamos ideias sobre o Encontro de Jovens que acontecerá nos dias 08 e 09 de março, em Vargem do Cedro. Espera-se reunir 50 jovens da paróquia e de paróquias vizinhas. Alguns casais do Movimento de Irmãos de Catedral São José, de Criciúma (SC) dirigirão o evento, enquanto uma equipe de leigos cuidará da parte logística. 

Todo trabalho de evangelização com a juventude interessa à Igreja. Por isso, nos empenharemos para que este Encontro seja muito abençoado e um incentivo para que outros mais possam acontecer.