terça-feira, 13 de maio de 2014

CELEBRAÇÃO DA PADROEIRA DO SEMINÁRIO



12 de maio de 2014. 19h. Os seminaristas se empenharam muito para deixar a nossa Casa bem bonita para receber os visitantes. Sim, nesta noite convidamos nossos amigos e toda a comunidade para a celebração do Dia de Nossa Senhora de Fátima, e Dia do Seminarista. 

O terço aconteceu na capela interior da nossa comunidade. Os devotos lotaram o recinto. Com todo o povo de Deus, aconteceu a procissão com a imagem de nossa padroeira, colocada num andor. Esta pequena imagem veio diretamente de Portugal. O 

Pe. Marcelo, nosso reitor, conduziu as orações e presidiu a Santa Missa. Além de mim, tivemos a alegria de receber os padres Pedro De Biase, Vanderlei da Rosa e Rodrigo da Silva. Os seminaristas animaram a celebração e montaram um altar especial para nossa Mãe. Alí os fieis depositaram as rosas e flores que trouxeram.

MISSA PELAS VOCAÇÕES E PELAS MÃES – PASSO DO GADO

11 de maio de 2014. 18h. A capela de Nossa Senhora Aparecida foi construída depois que o local já era muito visitado por fieis que vinham rezar na Gruta da Santa. 

A Gruta ainda está lá; e ninguém entra na capela sem primeiro fazer uma saudação à imagem de Nossa Senhora na grutinha. A igreja ficou lotada. 

Um Ministério de Música de Congonhas, bairro vizinho, animou muito bem a Missa. Tudo foi preparado com muito carinho. Sempre é muito bom rezar com esta gente tão fervorosa.

CAMPESTRE – MISSA VOCACIONAL DE HOMENAGEM ÀS MÃES

11 de maio de 2014. 9:30h. A comunidade de Nossa Senhora Aparecida, no bairro Campestre, lotou a sua capela nesta manhã. 

O Grupo de Cantos local abrilhantou a celebração. Tudo correu muito bem. Ao final da homilia cantei “Chamado Irresistível”. 

O Matheus, um vocacionado da comunidade, estava presente e auxiliou nos trabalhos. Os coroinhas da comunidade estavam presentes e trouxeram a imagem de seu padroeiro São Tarcísio para ser abençoada. Eles prepararam uma homenagem às mães da comunidade, coroando Nossa Senhora.

DIA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS VOCAÇÕES – PASSAGEM



11 de maio de 2014. 8h. Nesta manhã de domingo, Dia do Senhor e Dia das Mães, a comunidade da matriz Santa Terezinha, na Passagem, em Tubarão, se reuniu para celebrar sua fé. Religiosas do Coração de Jesus e da Divina Providência estavam presentes. 

Unimo-nos ao Papa Francisco para rezar pelas vocações neste 51 Dia Mundial de Oração pelas Vocações. Durante a homilia citei algumas frases do pontífice sobre a data. 

O Ministério de Música Nosso Sim, da RCC local, animou muito bem a Santa Missa. Houve uma singela homenagem às mães, quando a Nilda e a Gisele cantaram uma canção. Meus pais estavam presentes e eu pude homenageá-los também.

MISSA DAS MÃES NO REVOREDO – TUBARÃO

10 de maio de 2014. 19h. A comunidade se reuniu para a Santa Missa. Missa do Dízimo, Missa Vocacional, Missa em homenagem às Mães, Missa dominical! De fato, havia muito que celebrar! 

Concelebrou comigo o Diácono Permanente Paulo, senhor idoso, que veio residir na comunidade há dois anos e realiza o seu ministério na comunidade, conforme suas forças. Estavam presentes as Irmãs do Instituto Coração de Jesus, que possuem residência na comunidade. 

O Grupo de Cantos local animou a celebração. Tudo ficou muito bonito e festivo. Ao final, a jovem Beatriz cantou lindamente em homenagem às mães.

sábado, 10 de maio de 2014

CANTOR DE IMBITUBA LANÇA CD AUTORAL COM CANÇÕES RELIGIOSAS


Foi o seu Manoel, que participa na comunidade de Morro do Mirim, quem me apresentou o CD do cantor e compositor imbitubense MARTIM AFONSO DE SOUZA. Disse-me que o autor era seu amigo e que gostava de ouvir suas músicas de olhos fechados, rezando. Isso chamou-me a atenção, pois é esta uma das tarefas da música religiosa. Ouvimos juntos algumas das canções. 

O CD “Músicas Cristãs” traz doze composições de Martim. Ele se utiliza de melodias populares e letras devocionais, mas não sem uma certa poesia destas pessoas simples que sabem falar da fé sem complicar nada. Valsas, boleros e baladas ajudam a cantar o seu amor a Deus e à Liturgia. 

Suas canções visam ser tocadas nas mais variadas partes da liturgia Eucarística. O seu Maneca logo quis mostrar-me a canção “Nossa Senhora do Carmo”, feita em homenagem à padroeira de sua comunidade. Eu gostei muito da canção “Conjugar o verbo amar”, por encerrar a essência do Evangelho de Jesus. 

Parabéns ao compositor Martim Afonso. Com sua voz grave e rouca nos ajuda a celebrar a nossa fé católica. Eis as faixas do CD:
01 – Aumentar a crença
02 – Coração em festa
03 – Eu voltei, Senhor
04 – Perdão, Senhor
05 – Glória e aleluia
06 – Santo é o Senhor
07 – Nossa Senhora do Carmo
08 – Como é bom!
09 – A Palavra de Deus é a Verdade
10 – Deus é Santo!
11 – Mais uma vez
12 – Conjugar o verbo amar

JORNADA VOCACIONAL EM IMBITUBA



04 de maio de 2014. Neste domingo mais quatro comunidades da Paróquia de Imbituba receberam a visita de nossa equipe da Jornada Vocacional. Às 8h eu presidi a Missa na comunidade da Senhora dos Navegantes, no Balneário Itapirubá. Muita gente participou da celebração. Dalí nos dirigimos à comunidade de Boa Vista. 

Na capela de São Sebastião, às 9:30h, muita gente se reuniu para as funções dominicais. O Ministério de Música local animou muito bem a Missa. Os seminaristas deixaram seu recado vocacional. O Sérgio, que se prepara para ser ordenado Diácono, partilhou a sua trajetória vocacional. 

O almoço foi na casa do seminarista Vinícius Duarte, que mora em Morro do Mirim. Sua mãe nos acolheu com um verdadeiro banquete. Mais tarde visitamos a Casa Paroquial, no centro da cidade, e tomamos café com o Pe. Pedro Paulo, que é o pároco. Fizemos uma visita à comunidade de Figueira Grande, em Imaruí, onde estava terminando o Encontro Interdiocesano da Mãe Rainha. Visitamos a Ermida da Mãe e conversamos com muitas pessoas. 

Depois fomos ao Balneário Barra da Ibiraquera, onde, numa escolinha, os poucos membros da comunidade nos aguardavam. Mas tudo estava muito bem organizado e os participantes celebraram com muita fé. Na homilia, além do Sérgio fazer a sua partilha vocacional, pedi aos seminaristas Gabriel Gonçalves, Adson e Jean Marcos partilharem tópicos do Evangelho Dominical. Foi muito enriquecedora a participação deles. 

Para encerrar a Jornada deste domingo, celebramos a Missa na capela de Nossa Senhora do Carmo, no Morro do Mirim. Lá o Ministério Tons de Deus animou a celebração. Os casais da Comissão Organizadora da Ordenação estiveram presentes. A comunidade, terminada a Missa, ofereceu a todos uma canja deliciosa. Foi um lindo momento de confraternização, coisa de gente de Deus.

GUAIÚBA E SAGRADA FAMÍLIA – IMBITUBA – JORNADA VOCACIONAL



03 de maio de 2014. 18 e 19:30h. Toda a Paróquia da Imaculada Conceição, em Imbituba, está hiper-animada com a preparação da Ordenação Diaconal do jovem seminarista Sérgio Gomes. Hoje, juntamente com alguns seminaristas menores, visitamos duas comunidades, onde aconteceram celebrações eucarísticas. 

Na Guaiúba, a comunidade de São José se reuniu para a oração às 18h. Alguns membros do Coral da comunidade animaram a celebração. O seminarista Sérgio contou a sua caminhada vocacional. Membros da Comissão Organizadora da Ordenação estavam presentes. As lideranças ofereceram um lanche para nossa equipe. 

Dali nos dirigimos, às pressas, para a comunidade vizinha da Sagrada Família, onde os fieis nos esperavam para outra celebração. O coral da comunidade animou a Missa, que eu presidi. Novamente cantei “Chamado Irresistível”, minha canção, que tem ajudado a celebrar esse momento da Jornada Vocacional. Tudo correu muito bem, graças a Deus! Ao final, fomos convidados para um coquetel no Salão de Festas da comunidade.

PONTA DA BARRA – LAGUNA – FESTA DE SÃO JOSÉ



02 de maio de 2014. 20h. Chegamos muito cedo à capela da comunidade. A paróquia de Magalhães situa-se no município de Laguna. A capela de São José é o centro da comunidade de Ponta da Barra, na região insular. Uma equipe de festeiros e um casal de crianças (vestidas de José e Maria) nos recepcionaram no átrio da igreja. Tudo estava ornamentado com muito bom gosto. 

Os seminaristas ficaram encantados com a devoção das pessoas. O Movimento de Irmãos da matriz Nossa Senhora dos Navegantes animou a Santa Missa. Durante a homilia cantei “Chamado Irresistível”. 

Terminado o ofício, participamos do lanche no Salão Paroquial. Novamente, muita gente veio conversar conosco. A semente da vocação presbiteral foi lançada. Que o Senhor faça a obra, especialmente no coração de um adolescente que se apresentou com desejo de ser padre também.

IMARUÍ – ABERTURA DA FESTA DA MÃE RAINHA



01 de maio de 2014. 19:15h. Nesta noite tive a alegria de presidir a Missa de abertura da Festa da Mãe Rainha, no Cantinho de Maria, em Figueira Grande, na paróquia de Imaruí. Pude reencontrar muita gente querida que me ajudou nos primeiros dez anos do meu ministério presbiteral, quando vivi naquela paróquia. 

O Grupo de Cânticos São José, de Guaiúba, Imbituba, animou a celebração e fez apresentação de seu CD comemorativo dos 25 anos de caminhada. Foi uma linda festa de fé para Jesus e para Sua Mãe Maria. Os seminaristas Gustavo, Gabriel Gonçalves e Daniel fizeram o momento mariano. 

Agradecemos muitíssimo os muitos gestos de carinho daquela comunidade mariana. Que Deus abençoe a grande Concentração Inter-diocesana da Mãe Peregrina que acontecerá no próximo final de semana.

ESTILO MARIANO DE EVANGELIZAR


O Papa Francisco escreveu na Exortação Alegria do Evangelho que “há um estilo mariano na evangelização da Igreja” (EG, 288). Estilo é uma palavrinha difícil de definir com precisão, mas é inconfundível. Juntando um pouco da história da Igreja, suas doutrinas, suas convicções, sua experiência milenar em meio a diversas culturas... perceberemos um modo particular e especial de ser da Igreja. É o seu estilo. Maria marca profunda e vitalmente o estilo de ser Igreja, segundo o nosso Papa. E nós concordamos com ele: “Salve, Maria”!
Muitas vezes nós “confundimos” a figura de Maria com a imagem de nossa própria mãe. A experiência familiar é marcante e nos acompanha por toda a nossa existência. De certa forma, isso ajuda a compreendermos o nosso estilo mariano de servir a Deus.
O Papa recorda alguns títulos e adjetivos sobre Nossa Senhora. Ele relembra que Maria sempre está no meio do povo (EG, 285) como amiga solícita, compreendendo todas as pessoas. Como Mãe da Igreja evangelizadora, reúne os discípulos para invocarem e receberem o Espírito Santo.
Jesus Cristo desejou que a Sua Igreja não ficasse órfã. Ele lhe doou a própria Mãe. Percebemos neste gesto, segundo o Papa, uma “fórmula de revelação” muito especial que marcou intensamente a Igreja e a sua missão no mundo. Ela tornou-se um “ícone feminino da Igreja” e companheira não somente dos seguidores contemporâneos de Jesus, mas de todos os demais discípulos de todas as gerações e em todos os tempos!
Com sua presença consoladora em meio ao mistério da Paixão, mesmo com o coração traspassado, Maria sabe transbordar de alegria no louvor! Ela sabe transformar dor em alegria, pois transformou “um curral de animais na casa de Jesus” (EG, 286).
Sua presença na ação evangelizadora da Igreja é fortemente missionária. Ela se aproxima das pessoas, caminha conosco, luta conosco e aproxima-nos, assim, do Amor de Deus. Mulher de fé, ela “vive e caminha na fé” (EG, 287), sempre conduzida pelo Espírito Santo, ensinando-nos a reconhecer os vestígios do Espírito ao longo da caminhada. Ela é orante e contemplativa, mas também é trabalhadora e sempre pronta para servir. O Papa a apresenta como “modelo especial para a evangelização”.
Sem dúvida, o nosso povo compreende muito bem o papel de Maria na vida da Igreja. E nem é necessário um tratado de Mariologia para incentivar as pessoas a amarem Nossa Senhora. Já está na alma do batizado amar a Mãe do Deus Amor! Como exclamou aquela mulher no meio do povo: “Bendito os seios que te amamentaram” (Lc 11,27)! Maria nos faz “acreditar na força revolucionária da ternura e do afeto” (EG, 288). É por isso que Francisco ensina: Esta dinâmica de justiça e ternura, de contemplação e de caminho para os outros faz d’Ela um modelo eclesial para a evan­gelização”. Unamo-nos à oração do Papa, dentro do nosso contexto eclesial e social, buscando a intercessão de Maria, e rezemos: “Virgem e Mãe... ajudai-nos a dizer o nosso ‘sim’ perante a urgência, mais imperiosa do que nunca, de fazer ressoar a Boa Nova de Jesus... Amém!”

Pe. Auricélio – Promotor Vocacional Diocesano