segunda-feira, 29 de abril de 2013

CABEÇUDA – LAGUNA – BOTE-FÉ


28 de abril de 2013. 14h. Chegados de Braço do Norte, fomos logo para Cabeçuda, em Laguna, onde estava acontecendo o Bote-Fé Paroquial. Jovens e outros leigos da paróquia e de paróquias vizinhas aceitaram o convite para este evento em preparação à JMJ.

Pe. Bantu Mendonça, o Administrador Paroquial, nos convidou para auxiliá-lo na celebração e participarmos dos shows católicos. Quando chegamos ao Ginásio de Esportes, o padre presidia a Adoração Eucarística.

Em seguida, já com a presença de D. João Francisco, aconteceu a Santa Missa, que foi animada pelo Ministério Novo Milenium (Monte Castelo, Tubarão). Após o lanche, os Ministérios de Música Atos II (Capivari) e Sopro Divino (B. Norte) e o DJ Rafael (Cabeçuda) se revezaram no palco.

PE. MARCELO PRESIDE SUA PRIMEIRA MISSA



28 de abril de 2014. 10h. A matriz do Senhor Bom-fim, em Braço do Norte, foi tomada pelos fieis. O Pe. Marcelo Wiggers Buss presidia a sua Primeira Missa. Alguns padres vieram prestigiar o nobre e raro momento da Igreja: um jovem sacerdote oferecendo suas primícias! Familiares e amigos do neo-sacerdote estavam emocionados.

Eu levei comigo um grupo de seminaristas. Estávamos todos muito alegres e gratos ao Bom Deus pela vocação do Pe. Marcelo. Um grupo infanto-juvenil animou muito bem a celebração. O Pe. Sérgio Jeremias de Souza, também filho da terra, foi chamado para proferir o solene sermão.

Ao final, tendo transcorrido tudo normalmente, o pároco, Pe. Lenoir, convidou toda a comunidade para o almoço no Salão de Festas. O novo sacerdote agradeceu o apoio recebido ao longo da caminhada e nomeou algumas pessoas e comunidades que lhe foram particularmente especiais ao longo do itinerário.

sábado, 27 de abril de 2013

PE. MARCELO BUSS É ORDENADO EM BRAÇO DO NORTE


27 de abril de 2013. 15h. Uma tarde maravilhosa no vale do Braço do Norte. A encantadora matriz do Senhor do Fim, no centro da cidade colonizada por alemães e italianos, logo ficou repleta de fieis que chegavam de todos os lados para a solene Missa de Ordenação Presbiteral do Diácono Marcelo Wiggers Buss.

Quase 40 padres e hum diácono estiveram presentes. D. João Francisco foi o Ordinando. Nossos seminaristas o auxiliaram como acólitos. O Ministério Sopro Divino, da cidade, animou a celebração. À convite do Marcelo, eu e o seminarista Anderson cantamos a Ladainha de todos os Santos.

D. João foi muito feliz em sua reflexão. Após a Comunhão, sempre com muita emoção, o novo sacerdote usou a palavra para agradecer todos os seus benfeitores ao longo do itinerário vocacional. Especialmente destacou a participação de seus familiares e seus pais, que estavam ali presentes, também muito emocionados.

Ao final, D. João chamou todos os seminaristas para junto de si, no presbitério. Foi um belo gesto que havia muitos anos não se fazia em nossa Diocese. Fez um bonito apelo vocacional à comunidade. Terminada a Missa, Pe. Lenoir Becker, o Pároco, convidou todos para o coquetel festivo no Salão. Agradecemos imensamente ao Bom Deus pela vocação do Pe. Marcelo!

D. JOÃO FRANCISCO PARTILHA ASSEMBLEIA DA CNBB


27 de abril de 2013. 8:30h. Hoje aconteceu mais uma reunião do Conselho Diocesano de Pastoral, na CEDA, em Tubarão. Pe. Lino Brunel coordenou a reunião. O primeiro trabalho, em pequenos grupos, foi para apontar indicativos, a partir do nosso Plano Diocesano de Pastoral, para as cinco Urgências da Ação Evangelizadora da Igreja em nossa Diocese.

Depois da partilha, tratamos dos preparativos para a JMJ, em julho. Mais de 500 jovens de nossa Diocese participarão do evento no Rio de Janeiro! Foi feito um encaminhamento sobre os roteiros para os Grupos de Famílias; refletimos as exigências deste trabalho. Cada segmento de Pastoral teve a oportunidade de partilhar sobre suas atividades. Eu, pela Pastoral Vocacional, falei dos eventos que realizamos e das que iremos realizar brevemente, como a Romaria Vocacional e o Encontro Vocacional Feminino.

D. João Francisco, recém-retornado da Assembleia dos Bispos, em Aparecida, tinha muitas novidades para partilhar. Estava entusiasmado com o Documento de Estudo “Nova Paróquia: comunidade de comunidades”. Disse que a agenda deste tipo de encontro é muito extensa e se trabalha muito. Trataram da questão agrária no país, do Acordo Brasil-Santa Sé, dos resultados do CENSO, das preocupações quanto ao uso de energia nuclear no país, sobre o Ano da Fé, sobre a aplicação das Diretrizes de ação evangelizadora, entre outras questões.

Comunicou que o Pe. José de Anchieta, o Apóstolo do Brasil, agora é o Padroeiro Nacional dos Catequistas; que a CF/2014 será ecumênica; que haverá uma Coleta Nacional dias 25-26/05 para ajudar a JMJ; que será retomado o Projeto “Comunhão e Partilha” envolvendo todo o país na Formação dos novos padres nas Dioceses mais necessitadas.

Terminada a reunião, almoçamos juntos e retornamos para nossas atividades.

LAGUNA - ANIVERSÁRIO DO COLÉGIO EM RIBEIRÃO PEQUENO


26 de abril de 2013. 14h. O atual Diretor é o Professor Laércio Vitorino. Ele é pai do nosso seminarista Alberto. Sua mãe, Albertina, também é professora no mesmo educandário. Por isso, atendemos alegremente ao convite para participarmos dos festejos dos 97 anos da Escola Gregório Manoel de Bem.

Fomos muito bem acolhidos pelos pais do seminarista e pela comunidade escolar. Revimos muitos amigos. A cerimônia foi muito bonita e eu fui convidado a participar da mesa. Várias autoridades usaram da palavra para destacar a importância da escola em suas vidas e no desenvolvimento da comunidade.

Alunos e ex-alunos, professores e ex-professores, diretoria e ex-diretores, funcionários... foram homenageados. Vídeo de memória histórica, shows musicais e uma torta gigante deram mais brilho à festa. Todos nós participamos do coquetel. Uma bela festa! Depois, a conversa rolou solta na casa do Alberto junto com seus familiares.

OLHO D’ÁGUA – MISSA VOCACIONAL E MATRIMÔNIO


25 de abril de 2013. 19:30h. Devido a um sério problema oftalmológico o Pe. Luís Carlos não está podendo atender a sua paróquia de São João Batista, em Morro Grande (Sangão, SC).

Por isso, nesta noite, acompanhado dos seminaristas propedêutas, fui até à comunidade de Olho D’Água, no sul da paróquia, para presidir a Santa Missa. Celebramos a Missa pelas vocações, nos solidarizamos com duas famílias enlutadas e assistimos ao Matrimônio de um jovem casal. Os seminaristas cuidaram da animação. A equipe de liturgia local cuidou das outras tarefas.

A capela de Santa Catarina de Alexandria é muito acolhedora e favoreceu para que todos se sentissem bem durante a celebração. Ao final, as lideranças nos ofereceram um lanche. Auguramos que o Pe. Luís se recupere logo da enfermidade para dar continuidade ao seu pastoreio.

terça-feira, 23 de abril de 2013

SERMÃO DA PRIMEIRA MISSA EM CAPIVARI



21 de abril de 2013. 19:15h. Eis as palavras que dirigi ao neo-sacerdote Pe. Rodrigo José da Silva e à comunidade por ocasião de sua Primeira Missa em Capivari de Baixo (SC).
Amados irmãos e irmãs, é no Cristo Ressuscitado e Bom Pastor que hoje quero cumprimentá-los. Saúdo fraternalmente meus irmãos presbíteros (Pe. Adelino...), diácono Marcelo, seminaristas e demais vocacionados e vocacionadas, religiosas e todos os demais animadores vocacionais. Especialmente neste dia em que celebramos, também, o Dia Mundial de Oração pelas Vocações.
            A emoção vivida com tanta intensidade lá em Imaruí na tarde de ontem, não é algo inusitado ocorrido em nossa vida, como se fosse uma surpresa do acaso. Ao contrário, esta Ordenação Presbiteral veio sendo preparada e acalentada no Coração de Jesus desde toda a eternidade. Pois Deus tem um propósito de amor para cada filho seu. E, cheio de amor, Ele plasmou o Rodrigo em seu coração e o plasmou com tanto carinho que lhe deu uma vocação tão especial. Ao falar assim, de modo algum penso em diminuir as demais vocações. Pois todas as vocações brotam do coração de Deus! Por outro lado, todos sabemos também o quanto a presença de um padre é especial em nossas vidas e em nossas comunidades!
Quero saudar com muito afeto o nosso Pe. Rodrigo. Como eu estou feliz e agradecido de poder chamar você, agora, de PADRE... Padre Rodrigo!
Permitam-me ler algumas frases de um livro que escrevi no qual conto a história de Imaruí. “Certa tarde de domingo, um grupo de senhores se refrescava à sombra de uma árvore no alto do Morro da Piteira (lá em Cangueri de Fora, onde o Pe. Rodrigo nasceu gente e cresceu cristão). Comentavam que o vigário (saudoso Pe. Dr. Itamar Luís da Costa) estava visitando a comunidade vizinha de Cangueri. Ali, naquela tarde, surgiu a idéia de construir uma igreja na vila, pois somente assim o vigário poderia vir ali também. Mas construir onde? Olharam ao seu redor (montanhas, floresta e a maravilhosa Lagoa de Imaruí) e viram que aquele morro era o melhor lugar. (...) Pouco tempo depois já construíram a bela capela de N. Sra. Mãe dos Homens.”
Irmãos e irmãs, aqueles homens nem sonharam com os dias lindos que estamos vivendo com esta Ordenação, mas eles já acalentavam dentro de si o mesmo desejo dos apóstolos Paulo e Barnabé, da Primeira Leitura de hoje: trazer Jesus mais presente na vida de todos. São Lucas, nos Atos dos Apóstolos, registrou que toda a cidade de Antioquia se reuniu na sinagoga para ouvir o Evangelho anunciado pelos apóstolos (At 13,44).
Queridos irmãos, os tempos passaram rapidamente, mas o ser humano continua sedento desta Água Viva que é Jesus!... deste Pão da Vida que é o Senhor! Na vida daqueles que buscam viver unidos a Jesus se cumpre a profecia que ouvíamos no texto do Apocalipse (a Segunda Leitura de hoje): “nunca mais terão fome nem sede... porque o Senhor-Cordeiro será o seu pastor e os conduzirá às fontes da água da vida; e enxugará as lágrimas de seus olhos” (Ap 7,16-17).
Caro Pe. Rodrigo, com a sensibilidade missionária que lhe é peculiar, você sabe como hoje multidões de pessoas continuam buscando um sentido para suas existências, para suas lutas e anseios. Povos inteiros ainda não conhecem o Senhor Jesus! Quantos jovens, até entre nossas comunidades, ainda não receberam devidamente o anúncio do Evangelho (o querigma). Gerações vêm se formando distantes da mensagem explícita de Jesus. Se os pais não são evangelizados, não optaram ser discípulos de Jesus, como evangelizarão seus filhos? Aqui volta aquela pergunta de São Paulo: “como acreditarão se ninguém lhes anunciar” que Jesus é o Bom Pastor?... que Ele é o Caminho a Verdade e a Vida?
Vivemos tempos muito exigentes em nossa Igreja, Pe. Rodrigo. Talvez estejamos gastando muito tempo e muita energia e muitos bens em tarefas pouco produtivas. Bento XVI com os Bispos em Aparecida nos ajudou a entender que é necessário buscar o essencial de nossa fé – isto é: a pessoa de Jesus – para sermos discípulos-missionários. O Papa Francisco tem continuamente falado e, através de seus gestos, (até) gritado para que nós cristãos busquemos a centralidade de Cristo em nossa vida, em nossas comunidades.
Onde estão os pastores que, à semelhança de Cristo, são capazes de dar a própria vida por amor às ovelhas? Lobos ferozes se lançam sobre o rebanho de Jesus, devoram ovelhas mais fracas, dispersam aquelas que se afastam do rebanho, enchem os corações delas de medo, pavor e ideologias vãs. Todavia, caro Pe. Rodrigo (e amados irmãos), o rebanho não está perdido. Há um Pastor que está disposto a enfrentar qualquer lobo para defender a sua grei: é Jesus! É Ele, Pe. Rodrigo, o Modelo ideal e definitivo de Pastor, de Presbítero!... pois Ele é o Sumo-Sacerdote! Nós padres somos apenas “sombra” d’Ele. Contudo, apesar de sermos humanos e fadados aos erros e aos pecados, Ele nos coloca no meio do Seu rebanho como “luz para as nações”; para que levemos “a Salvação aos confins da Terra” (como ouvimos hoje) (At 13,47).
Ah, querido Pe. Rodrigo, como eu gostaria que os jovens olhassem para o seu exemplo e se encorajassem em servir a Jesus! E como seria maravilhoso se o Senhor Deus despertasse aqui muitas vocações sacerdotais e religiosas! Sim, talvez aqui, nesta noite (e eu rezo do fundo do meu coração), algum jovem aqui vai sentir o seu coração arder e desejar ser padre ou religiosa!
Querido Pe. Rodrigo, posso testemunhar que o meu coração está profundamente grato a Deus por ter lhe chamado para o sacerdócio. Ainda recordo aquela manhã (sábado, talvez) lá na Casa Paroquial de Imaruí, quando o seu saudoso pai, o seu Zé Siáco, acompanhado de você, me indagou com aquela voz forte e sonora: “Padre, este rapaz aqui está dizendo que quer ser padre. Lá no Seminário tem campo de futebol?”. Envergonhado, você abaixou a cabeça, aguardando minha resposta e já antevendo que teria que escalar uma pedreira pela frente. E eu respondi que “sim, e até mais de um campo para jogar bola”. Espirituoso, mas sentindo aquela emoção que sentem os pais quando devem decidir deixar um filho entrar no Seminário ou não, me disse logo: “Ah, então ele vai gostar, pois é louco por futebol”. E você ingressou no Seminário, em Tubarão.
Foi uma caminhada longa!... Doze anos, Pe. Rodrigo! Na verdade, na escola de Jesus e Maria a gente nunca está devidamente formado! O seu jeito espontâneo de ser lhe ajudou a fazer muitos amigos, a ser uma referência de alegria para todos. E, é claro, no Seminário você também pôde jogar muito futebol. Mas foi exatamente numa partida de futebol que você começou a participar mais diretamente da cruz de Cristo. Ao se contundir gravemente e contrair uma rara bactéria hospitalar, quando os médicos já falavam da necessidade de amputar sua perna, foi por um milagre alcançado pela Beata Albertina que não aconteceu um desfecho mais triste. Meses no hospital, dor e desespero (também solidariedade, fé e capacidade de superação)... e você foi aprendendo a ficar mais forte para as outras adversidades que viriam bater em sua porta.
Não foi fácil a sua caminhada vocacional. Nosso povo de Imaruí e o povo de Deus de todo lugar lhe sustentavam na vocação. O seu sorriso sempre presente iluminava seu rosto e nos fazia crer naquilo que estava mais profundamente guardado em seu coração. No final da caminhada formativa, como se fosse numa corrida rústica, o Senhor Deus lhe reservou subir uma ladeira morro acima: doença na família! Mas você já não era o moleque que outrora havia me visitado na Casa paroquial em Imaruí. Você já era um jovem maduro, decidido a servir o Reino de Deus. Meses de hospital cuidando do pai, da mãe, da irmã (que também já mora no Céu). Como você é forte, meu irmão! Olhe que você me disse tantas vezes: “padre, eu sou fraco, nem tenho jeito pra isso”.
Depois de tantas lutas, conhecedor de sua realidade humana, calejado com os solavancos da caminhada, mas sempre com um sorriso contagiante no rosto, você e o Marcelo foram ordenados Diáconos lá na querida Jaguaruna. Deus permitiu que seus pais, o seu Zé Ciáco e a D. Ni, se rejubilassem de alegria naquela tarde de domingo.
Mas, depois, sem que a gente pudesse acreditar, Deus providenciou que o seu amado pai fosse contemplar do Céu o que ele tanto ajudou a construir: um homem de Deus no altar! O moleque que adorava futebol agora é um “louco por Jesus Cristo” (como você disse nestes dias)! “Louco por Jesus Cristo!”. E esta “loucura” que brota de uma fé viva e de uma generosidade gigante de coração é que faz você querer ser um verdadeiro PASTOR, como Jesus “o Bom Pastor”. 
Pe. Rodrigo este povo todo quer ser amado!... e deseja amá-lo muito! Prossiga confiando em Deus que lhe vocacionou. Ele “estendeu a Sua mão e lhe tocou na boca” (Jr 1,9). Ele está colocando em sua boca de presbítero, Pe. Rodrigo, as Palavras da Vida! Anuncie-as, em todo lugar onde a Igreja lhe enviar. Continue a sorrir; continue a nos amar! Fale dos segredos e dos sonhos de Deus pra nós!
Rejubilem Olaria e Prainha; Vila Rica e Vila Mineira! Rejubilem Praia Vermelha e Vargem; Toca da Lontra e Morro da Ponta! Rejubile Cangueri de Fora!... Imaruí e Capivari também! Rejubile Igreja do Senhor, pois Jesus nos envia mais um bom pastor! Seja feliz, meu querido! Deus lhe abençoe, Pe. Rodrigo!

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!                            

 (Pe. Auricélio Costa)

CAPIVARI – PRIMEIRA MISSA DO PE. RODRIGO


21 de abril de 2013. 19:15h. A enorme matriz de São João Batista, em Capivari de Baixo (SC), ficou repleta de fieis. Até o coro do templo foi tomado. Vieram concelebrar com o Pe. Rodrigo, além de mim, o Pe. Adelino (o pároco), o Pe. Elias, o Pe. Vanderlei da Rosa, o Pe. Eduardo e o Pe. Pedro Paulo.

O grupo de cantores liderado pelo Lica estava à toda, animando a assembléia. A Equipe Vocacional preparou uma homenagem que foi realizada no final da Missa. O Pe. Rodrigo me convidou para proferir o sermão desta sua Primeira Missa na paróquia onde iniciará seus serviços presbiterais. Com muita honra preparei o sermão que registro na página seguinte.

Após a santa missa, a Equipe levou os seminaristas que me acompanhavam a uma lanchonete e lá a festa continuou.

PRIMEIRA MISSA DO PE. RODRIGO


21 de abril de 2013. 9:30h. Cangueri de Fora estende-se nas margens da Lagoa do Mirim, com suas belas comunidades, entre florestas e montanhas. É um cenário maravilhoso para se celebrar uma missa festiva: as primícias no neo-sacerdote.

O Salão São Geraldo é enorme e ficou tomado pela população. Com seu contagiante sorriso o Pe. Rodrigo recepcionava a todos e era cumprimentado pelo seu povo. Junto com o o recém-ordenado concelebraram Pe. André, Pe. Pedro Paulo, Pe. Raimundo, Pe. Realdo, Pe. Lino, Pe. Adelino, o Diácono Marcelo e eu, Pe. Auricélio.

Coube ao Pe. Raimundo proferir o sermão da Primeira Missa. E o fez com muita sabedoria. Fiquei particularmente feliz porque foi ele quem fez o sermão da minha Primeira Missa também, lá na Passagem, nos idos de 1995.

A família do novo sacerdote estava toda reunida e foi apresentada à comunidade presente. Pe. Rodrigo estava radiante de felicidade e não se cansou de agradecer. Recebeu homenagens, presentes e muitos abraços. A comunidade ofereceu almoço aos presentes. Foi uma grande festa! 

IMARUÍ – ORDENAÇÃO DO DIÁCONO RODRIGO


20 de abril de 2013. 15h. “Então, o Senhor estendeu a mão, tocou em minha boca e me disse: ‘Veja, estou colocando minhas palavras em sua boca’!” (Jr 1,9).
Eis o lema que o novo Pe. Rodrigo escolheu para nortear o seu ministério presbiteral.

Nesta manhã o dia amanheceu sorrindo sobre nossa região. O sol encheu todos os prados de luz e calor. Cedinho fomos para Imaruí. Acompanhou-me um grupo de oito seminaristas que deveriam ensaiar para serem acólitos na celebração. Deixei-os na matriz e fui visitar amigos. O seu Bibi e a D. Beth me receberam felizes. Visitamos o pomar e rimos muito. O almoço foi na família do Thiago, onde a Cida já me esperava com a mesa posta.

Às 14 horas o templo já estava tomado de fieis. Somente de Capivari, onde o Diácono exerce seu ministério, vieram 14 ônibus lotados e oferecidos generosamente pela paróquia. Às 15h em ponto teve início a Missa na qual o Diácono foi ordenado Presbítero.

D. João Francisco Salm presidiu a cerimônia e, pela primeira vez, ordenou um sacerdote. Estava particularmente emocionado. O grupo de animação de Capivari deu um show. Também o Coral Raízes de Imaruí ajudou na Ladainha e na homenagem final.

A celebração ocorreu num clima de gratidão, fé e emoção. Recentemente o novo sacerdote perdeu irmã e pai, de modo que toda a sua família (doze filhos) estava muito sensibilizada. O depoimento do Pe. Pedro Paulo, reitor do SETT, foi muito bonito e emocionante.

Ao final, entre homenagens e lágrimas, o novo sacerdote agradeceu seus benfeitores e familiares, sempre com algumas citações bem humoradas. A paróquia de Imaruí organizou muito bem a festividade e ofereceu um coquetel a todos os presentes. Anoiteceu em Imaruí e o novo sacerdote ainda estava na matriz recebendo os cumprimentos da comunidade.

TRÍDUO VOCACIONAL EM IMARUÍ


18 de abril de 2013. 20h. Aproximando-se os dias da Ordenação Presbiteral do Rodrigo José da Silva, foi organizado um Tríduo na matriz de Imaruí. Ontem o Pe. André Oenning presidiu a Santa Missa. Amanhã será a vez do Pe. Vanderlei da Rosa, Vigário de Imaruí.

Hoje, portanto, o presidente da celebração fui eu, à convite do Diácono Rodrigo. Pe. Vanderlei concelebrou, acompanhado do futuro sacerdote. O Movimento de Irmãos local animou muito bem a celebração. Um grupo de seminaristas me acompanhou.

Fiquei muito feliz em poder rever tantas pessoas queridas, como a Bel, a D. Zenaide, a D. Zelinha, o seu Bibi e a D. Beth, entre outras. Terminada a celebração, o vigário nos levou para o jantar no Restaurante do Ney. Foi uma bela noite e percebemos que há uma grande expectativa pela ordenação do terceiro filho desta terra do Senhor dos Passos e da Beata Albertina.

PRIMEIROS PASSOS PARA O 5º ENCONTRO VOCACIONAL FEMININO


17 de abril de 2013. 9h. Na residência das Irmãs da Divina Providência, no Colégio Stella Maris, em Laguna, aconteceu a reunião para preparar o próximo Encontro Vocacional Feminino diocesano.

As Irmãs Irmgart e Edilsa nos recepcionaram, a mim e à Ir. Verônica. Tudo está sendo elaborado com muito carinho e, por isso, esperamos que seja um abençoado evento vocacional. A coordenadora geral será a Ir. Irmgart, mas as reflexões serão dirigidas pela Ir. Janaina, das Irmãs Benetinas da Divina Providência (de Criciúma).

Todas as comunidades religiosas da Diocese estão convidadas a se envolverem neste trabalho que visa despertar vocações femininas para a vida de especial consagração.

SÍTIO DA VÓ NORMA RECEBE PADRES


17 de abril de 2013. 9h. O lindo dia foi propício para o Encontro dos Padres que atuam na Comarca de Tubarão. Quinze presbíteros se fizeram presentes e mais o seminarista Rafael Uliano, que será ordenado diácono no próximo mês.

D. Norma e seus familiares nos acolheram afetuosamente. As belas e rústicas instalações do Sítio constituem um local perfeito para um encontro descontraído. Casa grande, com salão de reunião e sala de jogos e cozinha... tudo conjuminado. Lago com ilha artificial. Jardins e pomares.

O Pe. Rafael coordenou o primeiro momento do encontro. Tratamos de nosso próximo Curso para os presbíteros, do passeio que faremos no final do ano e da articulação da Pastoral Presbiteral em nossa Comarca. Foi eleito por unanimidade o Pe. Joel para ser o representante da Comarca na PP, auxiliado pelo futuro sacerdote Rafael. Houve muito espaço para trocar opiniões sobre os mais diversos assuntos e muita descontração.

Por fim, a D. Norma e a Renata, que prepararam a refeição, anunciaram que o almoço estava servido. Que almoço! Nossa gratidão aos padres da Catedral, que organizaram este encontro.

segunda-feira, 15 de abril de 2013

1º ESTÁGIO VOCACIONAL EM NOSSO SEMINÁRIO

  


13 e 14 de abril de 2013. Vinte e hum adolescentes e jovens vieram participar do nosso Estágio Vocacional. Os seminaristas prepararam o Seminário para recepcionar seus colegas.

Os jovens chegaram bem animados e, aos poucos, foram interagindo entre si e conosco; logo, já formávamos uma grande família. Os seminaristas Gabriel G. e Matheus conduziram a espiritualização. O Sadionei fez uma dinâmica de apresentação em que tecemos uma grande rede com a presença de cada um.

O reitor, Pe. Pedro De Biasi, deu as boas vindas a todos e deixou uma bonita mensagem vocacional. Também o seminarista Rafael Uliano, que será ordenado diácono no próximo mês, esteve presente e partilhou sua caminhada vocacional. Marcou, sobretudo, a sua experiência na Amazônia (Parintins). O seminarista Jean dirigiu a Oração Média.

Após a refeição, todos puderam descansar, brincar, conversar.  Na parte da tarde, o Pe. Pedro dirigiu trabalhos externos. Houve um momento para esportes e todos se divertiram muito. Após a Missa e o jantar, foi apresentado o filme “Ressurreição”, finalizando com a Adoração Eucarística preparada pelo Marcos e o Jailson.

No domingo, bem cedinho, fizemos a Oração da Manhã, coordenada pelo Gustavo e pelo Adson. O Pe. Pedro presidiu a Missa na Unisul-TV e levou com ele alguns estagiários. Depois do café, eu dirigi uma reflexão sobre o tema do Estágio: “O discípulo que Jesus amava disse: ‘É o Senhor”!” ( Jo 21,07). Apresentei dois depoimentos missionários em vídeo: um sobre a missão no Sudão (África) e outro sobre a Infância-adolescência Missionária, no Distrito Federal.
Os seminaristas, coordenados pelo Sadionei, fizeram uma apresentação sobre a vida no Seminário. Enquanto isso, eu e o reitor entrevistávamos os participantes. Há vários rapazes sentindo o desejo de ser presbíteros, outros estão em dúvida e alguns já dizem que foram feitos para o Matrimônio. A Missa da manhã foi presidida pelo Pe. Pedro. Eu concelebrei.

O almoço foi preparado pela Equipe Vocacional da comunidade de Santo Antônio de Pádua, da Catedral. À tarde houve um momento de avaliação do encontro e todos se despediram após o café. Alguns ainda permaneceram conosco por mais tempo para se divertirem nos jogos de mesa ou de vôley.

Alguns familiares de seminaristas vieram nos visitar. Especialmente os do Marcos Paulo que estava aniversariando; e trouxeram doces e tortas para a nossa alegria. Somos gratos ao Senhor por tudo o que realiza em nosso favor!

CAPIVARI – ADORAÇÃO E MISSA VOCACIONAL


11 de abril de 2013. 19h. O Pe. Adelino pediu que eu presidisse o momento de Adoração que antecede à Missa. O Ministério de Música ajudou muito a criar o clima de fé.

O Diácono Rodrigo, que exerce seu ministério nesta Paróquia, veio concelebrar comigo e, durante a homilia, deixou uma linda mensagem à comunidade que lotava a matriz de São João Batista. Acompanharam-me os seguintes seminaristas: Gabriel Amaro, Daniel C., Lucas C., e Gabriel G.

Terminada a Santa Missa, a Equipe Vocacional nos ofereceu um jantar no Salão de Festas. Foi muito bom conviver com estas pessoas tão queridas. Há um grande clima de animação em torno da Ordenação do Diácono Rodrigo. É um momento muito proveitoso para estreitar relacionamentos e crescer no próprio compromisso cristão.

PRAINHA – MISSA VOCACIONAL


10 de abril de 2013. 19:30h. Neste dia em que teve início, lá em Aparecida (SP), mais uma assembléia dos Bispos do Brasil, a comunidade de São Pedro, na Prainha, em Imaruí (SC), também teve a oportunidade de celebrar a Eucaristia. Trata-se, enfim, da mesma Igreja do Senhor. Lá e cá a mesma missão, e o mesmo amor pelo Reino de Jesus.

A comunidade se reuniu para celebrar a vocação do Diácono Rodrigo que será ordenado presbítero próximo dia 20. Havia, portanto, uma grande alegria em todos os corações. Eu levei comigo os seminaristas Jailson, Gabriel Amaro, Uílian e Lucas Rodrigues. O Diácono chegou junto do acólito Rafael, de Capivari.

O jovem Juscinei acolheu a todos. A comunidade celebrava também a oferenda do Dízimo. Com alegria me mostraram as melhorias que fizeram na pequena capela. A celebração foi muito ungida e rezamos com muita devoção. O Diácono partilhou sobre a sua caminhada vocacional.

terça-feira, 9 de abril de 2013

REUNIÕES DA PASTORAL VOCACIONAL NAS COMARCAS

6 e 7 de abril de 2013. A reunião comarcal da PV em Imbituba estava prevista para este dia 6 de abril, no Centro de Pastoral. Todavia, a reunião ficou prejudicada pela ausência de cinco paróquias que constituem a Comarca. Entre tantas justificativas há o fato de que as paróquias têm dificuldades de organizar uma coordenação paroquial da PV.

Os padres Eduardo e Marcos nos recepcionaram com muita gentileza. Além dos três seminaristas que me acompanharam, estavam presentes a Ir. Verônica Meurer (SIBDP) e a Zenaide, coordenadora dos Coroinhas de Imbituba. Fiz o repasse de nossa última reunião diocesana e conversamos sobre os assuntos de animação vocacional. Por fim, o pároco nos ofereceu um delicioso e oportuno café.

Em Jaguaruna, no dia seguinte, 7, a reunião contou com as presenças de representantes de Sangão (inclusive o Pe. Pedro de Oliveira), de Pedras Grandes e de Jaguaruna (também o Pe. Nilo Buss participou).

O SAV local, coordenado pela Rozania, preparou muito bem o local, a espiritualização (com a Fernanda), a Secretaria (com a Gislaine) e o lanche. Foi feito o repasse da última reunião diocesana e encaminhados alguns compromissos. Um grupo de seminaristas me acompanhou (Gustavo, Daniel C., Sadionei e Matheus).  

CAPIVARI – MISSA VOCACIONAL NA MATRIZ


07 de abril de 2013. 19:15h. Apenas chegamos da reunião comarcal da Pastoral Vocacional, em Jaguaruna, e já partimos em direção à Capivari de Baixo (SC). Lá eu presidi a Missa Vocacional, juntamente com o Diácono Rodrigo, em preparação à sua Ordenação Presbiteral.

Acompanharam-me alguns seminaristas (Gabriel Amaro, Gabriel Gonçalves, Adson e Sadionei). A Equipe Vocacional local também se fez presente. O Lica coordenou o Ministério de Animação e eu tive a alegria de comunicar à comunidade de que ele aceitou o meu convite para participar de meu novo CD. Ele, eu e a assembléia ficamos muito contentes.

Durante a homilia o Diácono partilhou sobre sua caminhada vocacional, edificando a todos com seu testemunho. E eu cantei “Ele olha pra ti”. Terminada a celebração, sempre num clima de muita alegria, fomos recepcionados no Salão de Festas para um delicioso lanche.

ILHOTA GRANDE – CAPIVARI – MISSA VOCACIONAL



07 de abril de 2013. 10:30h. Chegamos um pouco depois do horário nesta comunidade de São Roque. A capela estava quase cheia. A liturgia estava organizada e uma equipe de cantores cuidou da animação. Os seminaristas se apresentaram, no final da Missa, bem como os membros da Equipe Vocacional.

Durante a Missa fiz o batizado de Gabriel, uma linda criança, cujos pais moram ali mesmo na comunidade. Fiquei particularmente feliz de poder ministrar este sacramento.

Lá encontramos muita gente querida, especialmente o Régis, que já foi nosso seminarista, e que é um agente de pastoral.

Após a celebração, retornamos para o Seminário. Aqui encontramos alguns voluntários de Nova Brasília que, em nome do SAV local, vieram preparar o almoço dos seminaristas.

INDAIAL – CAPIVARI – A JORNADA CONTINUA...


07 de abril de 2013. 9h. Chegamos cedo à comunidade de N. Sra. Aparecida, em Indaial, Capivari de Baixo. Aos poucos a pequena capela ficou lotada. A equipe de cantores local é muito boa, afinada e ajudou muito para que a celebração fosse muito animada.

Os seminaristas Gabriel A., Jailson, Marcos Paulo e Lucas Rodrigues me acompanharam, bem como a Equipe Vocacional de Capivari. O Diácono Rodrigo não pôde nos acompanhar. A comunidade está se organizando para ir até Imaruí participar da Ordenação.

Antes da Missa, fomos visitar, ali perto, a construção da nova capela da comunidade. Está bem adiantada e a inauguração é prevista para este ano.

TRÊS DE MAIO – CAPIVARI – MISSA VOCACIONAL


06 de abril de 2013. 18h. Hoje tivemos a alegria de celebrar a fé com a maior comunidade da Paróquia de Capivari de baixo (SC). A Missa Vocacional visou, além de tudo, preparar a comunidade de São José para a Ordenação Presbiteral do Diácono Rodrigo.

Acompanharam-me os propedêutas Alberto, Gustavo e Micael, além da Equipe Vocacional da matriz. Tudo correu muito bem. Durante a homilia eu cantei “Ele olha pra ti”, do meu último CD. Os seminaristas se apresentaram, bem como os animadores vocacionais. Uma equipe de cantores animou a celebração.

A enorme capela ficou repleta de fieis. Ao mesmo tempo, em outras comunidades, o Pe. Pedro Paulo das Neves acompanhava o Rodrigo em outras celebrações Vocacionais.

sábado, 6 de abril de 2013

ILHOTINHA – PREPARANDO ORDENAÇÃO DO DIÁC. RODRIGO




05 de abril de 2013. 19:30h. Mais uma vez tivemos a alegria de rezar nesta comunidade que pertence à Paróquia de Capivari (SC). Acompanharam-me os seminaristas Daniel Willemann, Sadionei, Gabriel Gonçalves e Jean Marcos. O Diácono chegou acompanhado de algumas pessoas de Capivari, onde ele realiza seu ministério.

Num clima de muita alegria e fé celebramos mais uma Missa da Oitava da Páscoa. Agradecemos a Deus o dom de nossas vocações e, especialmente, a de nosso futuro Pe. Rodrigo. Os seminaristas animaram a celebração. Durante a homilia o Diácono falou sobre sua caminhada vocacional e disse que é um “louco de paixão pela Igreja de Jesus”.

Ao final a D. Izilda Félix, coordenadora da PV em Capivari e na Comarca de Tubarão, apresentou a nova Equipe Vocacional da Paróquia constituída por aquelas pessoas que acompanhavam o Diácono. Fiquei muito feliz e rezamos para que a Equipe consiga realizar os propósitos da animação vocacional.

FAZENDA RIO DAS GARÇAS – MISSA VOCACIONAL


04 de abril de 2013. 19:30h. Antes de chegarmos nesta comunidade que se situa no interior sul de Imaruí (SC), passamos na casa da D. Sali, onde encontramos suas Fátima e Margarete. Comigo foram os seminaristas Daniel C., Lucas C., Marcos Paulo e Matheus. Aceitamos de bom grado o delicioso café que nos ofereceram, visitamos a matriz da cidade e fomos para a Fazenda.

Um bom grupo de fieis veio participar da Missa Vocacional. O Diácono Rodrigo não pôde estar, mas a presença dos seminaristas fez a diferença. Eles ajudaram na liturgia. Foi muito bom rezar com esta comunidade.

Durante a celebração prestei homenagem ao Pe. Hereno, da Diocese de Joinville, que faleceu há um mês. Ele nasceu e viveu em Aratingaúba (Imaruí) e uma de suas filhas mora na Fazenda. Ele era Diácono Permanente e, aos 72 anos de idade, viúvo, foi ordenado presbítero. Morreu em Itajaí depois de muitos anos vividos na Amazônia.