LAGES – ENCONTRO REGIONAL DE FORMAÇÃO DA PV



15 a 17 de junho de 2012. Nossa viagem transcorreu tranqüila, graças a Deus. No mesmo carro, além de mim, as duas animadoras vocacionais de Jaguaruna, Rosiléia e Rosania. De Orleans foram Valmir, Natalino e o seminarista Jerônimo. A Ir. Irmgart foi de Florianópolis, onde estava participando de um Curso da Infância Missionária.

No caminho aproveitamos para fazer algumas paradas estratégicas: em Orleans, para visitar o pároco e a bela igreja matriz; no meio da serra do Rio do Rastro, para comprar chicletes (!); no alto da serra, para desfrutar a bela visão do serpenteado serrano. Paramos também em Bom Jardim, no Snow Valley; e num Posto de Combustível em São Joaquim. Chegamos em Lages por volta das 18:15h.

O pessoal já estava jantando na Casa de Formação Católica. Cuidamos da hospedaria e nos unimos ao grupo de 72 animadores vocacional do Estado de Santa Catarina. À frente dos trabalhos estava o Pe. Marcelo Martendal; mas a assessoria do encontro coube à especialista em Counselling, Mirian Siqueira, de Porto Alegre. Sua competência foi reconhecida por todos os participantes. Em suas conferências, buscou envolver a todos e falar ao coração de cada um, visando resolver as dúvidas quanto aos “Critérios para o Discernimento Vocacional”. Este foi o tema dos estudos. Com didática e metodologia envolventes, mostrou que ama o ser humano e quanto é fascinante seguir Jesus. Usou textos muito claros e profundos, subsídios em power-point, e dinâmicas rápidas.

A Coordenação da PV, da qual eu também faço parte, preparou muito bem o encontro. Previu-se Missa nas comunidades vizinhas e uma celebração com as Irmãs Clarissas, em seu Mosteiro. O alojamento e a alimentação foram muito boas. No sábado eu pedi licença para apresentar meus CD’s e falar sobre este ministério. Fui ouvido com atenção e pediram que eu cantasse uma das canções. Então cantei “Pescador do Céu”.

No encerramento do evento, fui incumbido de dirigir algumas palavras à assessora. Agradeci-lhe pela partilha de sua vocação e do seu saber e cantei, em sua homenagem, “Ele te chama”. Após o almoço de domingo, retornamos para casa. Ao longo do caminho fomos fazendo algumas paradinhas turísticas básicas: o bel-vedere na entrada de São Joaquim e a matriz de pedras da cidade. Tomamos chocolate quente numa lanchonete ali mesmo e só fomos parar em Tubarão. Deus providenciou para que tudo corresse bem conosco.

Comentários