quarta-feira, 26 de setembro de 2012

NOMEADO NOVO BISPO PARA TUBARÃO

  

26 de setembro de 2012. 7h. Foi com muita alegria que a nossa comunidade acolheu a nomeação do Monsenhor João Francisco Salm para nosso novo Pastor. E sexto Bispo de Tubarão é natural de São Pedro Alcântara, na Arquidiocese de Florianópolis.

Nasceu no dia 11 de outubro de 1952. Portanto, está prestes a completar 60 anos de idade. Muito conhecido em nossa Diocese, pois foi companheiro de muitos dos nossos padres.

Sempre se destacou por suas habilidades intelectuais e espirituais. Por muitos anos ajudou a formar os futuros sacerdotes e coordenou a Pastoral Vocacional. Foi Ecônomo e Administrador da Arquidiocese, especialmente quando aquela Sé ficou vacante.

A sagração episcopal ainda não está agendada, bem como a sua posse em Tubarão. Mas ambas as cerimônias poderão acontecer em nossa cidade.

Bem-vindo, Mons. João Francisco! Nossa Diocese agradece ao Bom Deus por seu novo Pastor. E reza para que seja abençoado entre nós o seu pastoreio.


segunda-feira, 24 de setembro de 2012

AÇUCENA – MISSA VOCACIONAL E NOVENA DE SANTA TEREZINHA


23 de setembro de 2012. 16h. A pequena comunidade se localiza no alto de um morro. O acesso não é muito fácil, com estrada de saibro e muito estreita. Mas o local é muito bonito.

A pequena vila já quase não possui moradores, exceto aos finais de semana quando os antigos moradores retornam para visitar seus sítios. A padroeira da bonita capelinha é Santa Terezinha.

A nossa missa foi em preparação da festa da padroeira. O Ministério Coração Valente, do Igor, de Rio Bonito, animou a celebração. Os seminaristas participaram da Missa e me ajudaram na novena à Santa.

No final da homilia cantei “Tu me cativaste”. Terminada a celebração, as pessoas ficaram se divertindo nos arremates de bolos e outras prendas mais.

VISITAS ÀS GRUTAS DE D. JORDINA E AZEITEIRO


23 de setembro de 2012. Terminada a nossa missão no Retiro de Crismandos de São Ludgero, eu e os seminaristas fomos visitar a Gruta de Nossa Senhora Aparecida, na Vila D. Jordina, próximo ao centro, nas margens da SC.

Lá encontramos a família do seminarista Jonas. Conversamos com os seus familiares e fomos visitar um seu tio, o seu Toco, ali perto.

Dali partimos para Azeiteiro, na Paróquia de Rio Bonito, onde há uma linda e antiga gruta de Nossa Senhora de Fátima. Lá fizemos um momento de oração. Já eram 15h.

SÃO LUDGERO – RETIRO PAROQUIAL DE CRISMANDOS


23 de setembro de 2012. 8h. O domingo amanheceu lindo em São Ludgero, propício para o Retiro Paroquial dos Crismandos. Cerca de 160 jovens vieram para o evento que aconteceu no Salão de Festas da matriz.

Os catequistas preparam o ambiente com muito zelo. Os seminaristas cuidaram da animação. eu coordenei as reflexões, mas os seminaristas me auxiliaram. O Alberto e o Gustavo fizeram a espiritualização. O José Luiz refletiu sobre a importância da Oração. Já o Jonas, falou sobre Vocação.

Foi feito um trabalho em grupos menores a partir de um texto bíblico e de objetos que foram tirados de dentro de uma “caixa-surpresa” que o grupo recebeu. Tudo correu muito bem.

Às 11:30h houve a Santa Missa, na matriz. Eu presidi e o Pe. Dorigon concelebrou. Novamente, os seminaristas cuidaram dos cânticos e da liturgia. O almoço para todos os participantes foi no Salão. Muita alegria e muita esperança: que estes jovens perseverem no seguimento de Jesus.

MISSA VOCACIONAL EM SÃO LUDGERO


22 de setembro de 2012. 19h. À pedido do Pe. Domingos Dorigon, eu estive nesta noite em São Ludgero para presidir a Santa Missa da comunidade da matriz e assistir um matrimônio na capela da Sagrada Família. levei comigo os seminaristas Jonas, Daniel Cardoso e Lucas Rodrigues.

O Jonas, por seu propedêuta, auxiliou-me diretamente na liturgia e deixou um recado vocacional para a sua comunidade; sim, pois ele é natural daquela cidade.

Lá encontramos as irmãs da Divina Providência que trabalham na paróquia, as Irmãs Terezina e Inês. E outras duas carmelitas que estavam visitando a região, Ir. Ana Tereza e Ir. Amanda. O coral local animou a celebração. Tive a oportunidade de cantar uma de minhas canções.

OFICINAS – ENCONTRO PAROQUIAL DA CAMPANHA DA MÃE PEREGRINA


22 de setembro de 2012. 14h. A Coordenação da Campanha da Mãe Peregrina de Oficinas, em Tubarão, é uma das mais organizadas e atuantes da nossa Diocese.

Nesta tarde, ao chegarmos no Centro de Pastoral da paróquia, fomos recepcionados com cartazes, altares e todo tipo de ornamentos de boas-vindas. O auditório, no terceiro piso, ficou lotado de missionários da Campanha.

Após a saudação da coordenadora Maurília, falou o Pe. Edinei Ouriques, o pároco. Após a espiritualização feita pela D. Marlene, eu dirigi a reflexão sobre o tema “Aliança na Bíblia e a Aliança de Schoenstatt”. Um vídeo produzido pelas Irmãs de Santa Maria ajudou muito.

Os seminaristas cantaram e animaram o encontro. Por fim, eles receberam lembrancinhas e muitos abraços e cumprimentos dos missionários. Eu também recebi um presente da coordenação, que me deixou muito lisonjeado. Partilhamos o lanche que nos ofereceram.

GRÃO-PARÁ – ENCONTRO PAROQUIAL DE CRISMANDOS


22 de setembro de 2012. 8:30h. Chegamos a Grão-Pará com uma hora de antecedência. Tempo suficiente para o Pe. Aluísio, o pároco, preparar um café da manhã para todos nós.

O Encontro aconteceu no Centro de Pastoral da matriz. 57 crismandos se fizeram presentes com seus catequistas. O coordenador Serginho acolheu a todos. Os seminaristas animaram com instrumentos e canções. O Gabriel dirigiu a espiritualização inicial. Os participantes trouxeram suas Bíblias. Usamos bem o Livro Sagrado durante as reflexões.

Uma das meditações foi feita pelo Daniel Willemann. Falou sobre “Vocação, dom de Deus” - Mt 10,1-10. O Jean refletiu sobre “A oração dos discípulos-missionários de Jesus” - Mt 7, 07-12. E o Adson sobre “Formamos a Igreja de Jesus”- Mt 12, 46-50.

Eu dirigi as reflexões em torno do tema “Jesus Cristo, quem é?” - Mc 8,27-29; Jo 14,6, sempre em referência ao Sacramento do Crisma. Ao final, lançamos o apelo vocacional.

Alguns jovens manifestaram o desejo de participar de um Encontro de discernimento. Ao voltarmos para o Seminário, paramos na Gruta de Nossa Senhora Aparecida, onde fizemos um momento de oração.

NOVA BRASÍLIA – MISSA VOCACIONAL E NOVENA DE SANTA TEREZINHA


21 de setembro de 2012. 19:30h. Foi muito bonita a Missa-novena em preparação para a Festa de Santa Terezinha do Menino Jesus em Nova Brasília.

O seminarista Ronério Eleotério, que faz pastoral nesta paróquia, nos acolheu com muito carinho. Depois chegou, também, o Pe. André e cumprimentou a mim  aos seminaristas.

A Missa Vocacional foi animada pelos seminaristas. Os propedêutas me auxiliaram na Liturgia. A Rádio Comunitária NB FM transmitiu a celebração. Os paraninfos foram escolhidos entre as entidades que prestam serviços à comunidade: Polícia Militar, Polícia Civil, Bombeiros, CDL, União Futebol Clube, a Rádio NB... entre outras.

Durante a homilia refleti sobre a Palavra de Deus e cantei “Tu me cativaste”. Convidei os seminaristas e os  membros da Pastoral Vocacional local para fazerem a Novena de Santa Terezinha, que foi dirigida pelo Ronério.

Ao final, dei uma bênção especial nos paraninfos e, com aspersão, a toda a comunidade. terminada a celebração, a PV e o Pe. André nos ofereceram um grande coquetel. Conversamos, rimos e celebramos a nossa vida ali naquela comunidade.

VISITA AO COLÉGIO JOÃO XXIII


21 de setembro de 2012. 9h. À convite da professora Arlete, intermediada pela educadora Mariângela, estive nesta manhã no Colégio João XXIII, no bairro Passagem, em Tubarão. A iniciativa foi dos alunos da 1ª série do Ensino Médio matutino. Eles já convidaram alguns profissionais e autoridades que foram alunos ou funcionários do Colégio. Eu fui elencado para uma entrevista por que fui aluno (1972 a 1976) e professor (1984 a 1988) do estabelecimento.

Muito gentis, acolheram-me educadamente e fizeram muitas perguntas sobre a influência da Escola em minha vida. pediram que eu recordasse momentos importantes da minha vida estudantil no Colégio e também como profissional. Falei sobre os muitos colegas que conheci ao longo da caminhada e dos passos importantes que o estabelecimento deu para se tornar um Colégio com Ensino Fundamental.

Pediram que eu falasse sobre o Grupo Censura Livre a Oficina de Artes Censura Livre; eventos artístico-sociais que promovemos no Colégio para evitar o êxodo escolar e o uso de drogas. Recordei que tive ótimos e abnegados professores e que, enquanto corpo docente, formávamos um grupo de muita esperança e amor pela educação.

Ao final cantei “É preciso saber viver” (Roberto Carlos) e a minha “Pescador do Céu”. Iniciativas como esta são muito importantes para ajudar estes jovens estudantes a refletirem sobre as oportunidades que têm hoje e sobre o futuro que estão construindo.

terça-feira, 18 de setembro de 2012

MISSA VOCACIONAL NA COMUNIDADE DA CAIXA D’ÁGUA



18 de setembro de 2012. A comunidade decidiu abrir a festa em honra a Nossa Senhora Aparecida com uma série de Missas-novenas.

Eu fui convidado para a missa de abertura, hoje, acompanhado dos seminaristas menores, que fizeram a animação e a liturgia. Por ser o Dia da Aliança, os missionários da Mãe Peregrina trouxeram suas capelinhas para renovarem o compromisso de amor com a Mãe Três Vezes Admirável de Shöenstatt.

Os coroinhas e catequizandos participaram e procurei envolve-los durante a celebração. Cantei “Tu me cativaste”. O seminarista Adson, filho da paróquia, fez a motivação Mariana.

Terminada a celebração, as lideranças nos ofereceram um lanche. Ficamos ali nos confraternizando com eles mais um tempo.

SEMINARISTAS CELEBRAM ANIVERSÁRIOS EM RIO FORTUNA


15 de setembro de 2012. 17h. Terminada nossa participação na Peregrinação da Fé ao Santuário de Albertina, eu e os seminaristas nos dirigimos ao Flus Hauss, em Vargem do Cedro. Visitamos também a matriz São Sebastião e uma mercearia de produtos coloniais ali mesmo na praça.

Depois voltamos a São Martinho e, seguindo pelo interior (Rio Gabiroba), viajamos até o centro de Rio Fortuna. Lá, na residência da “motha” (vó) no seminarista Daniel, celebramos o aniversário dele e o de sua mãe Madalena.

Fomos muito bem acolhidos pela família. Cantamos o “Parabéns” e nos deliciamos com os comes e bebes oferecidos. O Fernando tocou e cantou algumas músicas, enquanto os outros colegas jogavam truco ou assistiam ao jogo de futebol pela tv. Depois das despedidas, retornamos para Casa. Chegamos a Tubarão pelas 19h. Tudo correu bem, graças a Deus!

10ª PEREGRINAÇÃO DA FÉ REÚNE MULTIDÃO EM SÃO LUÍS






15 de setembro de 2012. 8:30h. O belo dia de domingo estava propício para visitar o Santuário da Bem-aventurada Albertina. Hoje aconteceu a 10ª Peregrinação da Fé ao santuário, em São Luís, Imaruí. Mais de duzentas pessoas vieram caminhando de vários lugares da região.

Somente de Capivari saiu um grupo de 159 caminheiros, dentre eles o Pe. Eduardo Bittencourt. Foi ele quem promoveu a 1ª Caminhada da Fé, saindo de Capivari, onde era pároco, em 2001. então, para o grupo, esta era sua 11ª Caminhada.

Mas o evento tornou-se diocesano quando, em 2002, conhecendo a experiência de Treze de Maio e de Capivari, convidei minha paróquia de Imaruí e as paróquias vizinhas para uma Peregrinação da Fé. Treze de Maio tinha levado treze ônibus de devotos a S. Luís em 2000. e o Pe. Eduardo, no ano seguinte, uns 50 caminheiros. Eu e nossas lideranças de Imaruí conseguimos mobilizar toda a Paróquia para a nossa Peregrinação, plantamos as atuais cruzes da Via-sacra e entregamos uma Placa de Honra ao Mérito da Câmara de Vereadores, à Beata Albertina.

Essa 10ª Peregrinação atraiu muitos devotos. O Santuário ficou repleto de fieis. Às dez horas aconteceu a Santa Missa, presidida pelo Pe. Sérgio Jeremias, Reitor do Santuário e Administrador Diocesano. Além de mim, concelebraram Pe. Eduardo, Pe. Rafael Meurer e Pe. Realdo Sartor.

A animação foi do Ministério Tons de Deus, de Imbituba. os seminaristas me acompanharam à Peregrinação; sete deles foram caminhando com o pessoal de Capivari.

MISSA VOCACIONAL NA FESTA DA SENHORA DO BOM PARTO




14 de setembro de 2012. 20h. A comunidade de Laranjeiras, no mais novo município catarinense, Pescaria Brava, está em festa. Celebra o Sagrado Coração de Jesus e Nossa Senhora do Bom Parto.

Hoje, no dia em que nossa Diocese de Tubarão (SC) celebra sua padroeira, Nossa Senhora da Piedade, eu fui convidado a presidir Missa na comunidade. fui acompanhado de dois seminaristas, o Jonas Matos e o Daniel Wanderlind.

A igreja estava toda enfeitada. A animação ficou por conta do competente e tradicional coral São Sebastião, de Barreiros, também de Pescaria. Durante a celebração eu cantei alguns cânticos. Houve queda de energia elétrica, mas isso não atrapalhou a celebração absolutamente. Foi muito bom rezar com a comunidade e rever tantos companheiros de caminhadas.

MISSA VOCACIONAL NO HOSPITAL DE TUBARÃO


14 de setembro de 2012. 16h. Acompanhado do seminarista propedêuta Lucas Bittencourt fui presidir a Santa Missa no auditório do Hospital Nossa Senhora da Conceição. O coral São José, da paróquia de Oficinas (Tubarão) animou a celebração.

Acompanhados de sanfona e atabaque, mais a belas vozes, ajudaram o povo a celebrar a fé. Eu também levei meu violão e cantei “Tu me cativaste, Senhor”. As Irmãs da Divina Providência estavam presentes em grande número.

Também alguns pacientes e seus respectivos acompanhantes. O seminarista deixou seu recado vocacional que deixou todos muito contentes. Por fim, dirigiu uma oração vocacional.

CONSELHO DIOCESANO REFLETE CAMINHADA PASTORAL




15 de setembro de 2012. 8:30h. A Diocese de Tubarão ainda aguarda a nomeação de seu novo Bispo. Enquanto a boa notícia não chega do Vaticano, o povo de Deus segue caminhando e construindo a sua história de fé.

Hoje, pela manhã, na CEDA, em Tubarão, Pe. Lino coordenou mais uma reunião do Conselho Diocesano de Pastoral. O Setor Juventude, na pessoa da Ir. Lily, apresentou o cartaz-convite para o ENJOCRI (Encontro de Jovens Cristãos), que acontecerá em Armazém, no próximo m~es de outubro.  Apresentou os últimos informes sobre a JMJ (Jornada Mundial da Juventude).

Vários jovens de nossa Diocese estão se preparando para ir ao Rio de janeiro para o Encontro com o Papa. Enquanto isso, uma série de atividades está sendo organizada para recebermos os ícones da JMJ que chegarão em nossa Diocese no mês de janeiro, quando haverá o Bote-fé.

Pe. Lino falou sobre o Diretório de Normas Litúrgico-pastorais que está sendo avaliado pelos presbíteros e lideranças. Sobre as atividades para o próximo ano, já se fez os encaminhamentos para que os segmentos pastorais se organizem.

Antes, porém, haverá o Encontro Diocesano de Lideranças, viso que não pode haver Assembleia estando a sé vacante. As pastorais apresentaram seus comunicados.

Eu aproveitei para, em nome da Pastoral Vocacional, agradecer o apoio dos párocos para a realização dos Encontros Comarcais de Coroinhas e partilhei sobre os Encontros Vocacionais no Seminário, bem como o último Estágio.

NOSSA SENHORA DA CABEÇA – MISSA VOCACIONAL




14 de setembro de 2012. 19:30h. Foi a D. Otília quem tomou a iniciativa de construir uma gruta em homenagem a Nossa Sra. da Cabeça, próximo ao campus da UNISUL, em Tubarão. Está no território da Paróquia de Morrotes.

Ao falecer a fundadora, sua filha Terezinha assumiu os cuidados do lugar e tem buscado dinamizar os devotos em torno da Gruta.

Terços, encontros de Grupos de Famílias e missas mensais são algumas destas atividades. É o Pe. Avelino, pároco de Morrotes quem escala os sacerdotes para as celebrações.

Eu fui convidado para presidir a Missa deste dia 14 de setembro. Levei comigo os seminaristas que cuidaram da liturgia e da animação. umas setenta pessoas vieram participar da Missa Vocacional. Muito empenhada pela causa das vocações, D. Terezinha agradeceu a presença de todos e pediu sempre renovado esforço dos seminaristas e de toda a comunidade em prol das vocações.

“ADORADOR POR EXCELÊNCIA” – NOVO CD DO IRINEU CALEGARI


07 de setembro de 2012. Irineu Calegari já é bem conhecido no meio musical em toda a nossa região porque durante muitos anos esteve à frente do Conjunto Musical “Os Calegari”, de Gravatal.

Nos últimos anos, porém, depois de uma reviravolta em sua vida, passou a dedicar-se à música religiosa.

Os frutos deste seu envolvimento na animação religiosa de nossas celebrações são os CD’s “Irineu Calegari” (2007), “O Semeador” (2008), “Um Coração Igual ao Teu” (2009), “Toca-me, Senhor” (2010) e, o mais recente, “Adorador por Excelência”. Este último foi lançado em junho passado e, como os demais, foi muito bem recebido pela comunidade, sempre ávida de músicas que falam de fé, oração e amor.

Ele não compõe as suas canções, mas vale-se das bonitas e conhecidas cantigas que a comunidade gosta de ouvir. As treze canções deste seu novo CD foram arranjadas por ele mesmo, sempre com a ajuda do seu instrumento predileto: o super-teclado.

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

NOVO CD RELIGIOSO DE GLÓRIA VIANA



07 de setembro de 2012. A Glória Viana acabou de lançar o seu 4º CD “Basta-me a Tua Graça, Senhor”. É muito bem-vindo este novo trabalho desta nossa conhecida e querida artista tubaronense. Desde 1987 que ela vem compondo e disponibilizando suas músicas para o serviço da evangelização.

Com a sensibilidade do coração açoriano e a experiência de quem trabalha com Coral Infantil e catequese, suas canções são fáceis de ser assimiladas, tanto na mensagem quanto na melodia.

Suas canções tornaram-se conhecidas nacionalmente quando, em 1994 participou de um Concurso Nacional da CNBB de canções para o Natal. Quatro de suas composições foram escolhidas para compor o CD do concurso. É por isso que o Brasil canta “Maria teu povo te ama” e “As velas da coroa do Advento”.

Em 2007 gravou seu primeiro CD chamado “Mãe Aparecida”. Depois vieram os demais: “Estou à Porta e Bato” (2008), “O Senhor é minha Luz” (2010) e o mais recente, já citado. O CD “Basta-me a Tua Graça, Senhor” é constituído de dez canções. Exceto uma não foi composta por Glória. “Canção por Tubarão” é de autoria de Guido Viana, seu irmão, uma linda homenagem à Cidade Azul.

O Giovani Soratto, do Estúdio Mega (Tubarão), que produziu os dois últimos trabalhos da cantora, escolheu arranjos e instrumentos perfeitos para construir uma moldura melódica especial para cada canção. A canção que dá título ao CD já é um tanto conhecida da comunidade porque foi o composta especialmente para a Ordenação Presbiteral do Pe. Joel Marcolino. Há também uma linda homenagem à Nossa Senhora da Piedade.

Como das outras vezes, desejo que a Glória Viana continue a ter sempre boa receptividade de nossa comunidade e que permaneça cantando e compondo canções que nos ajudem a rezar e a viver nossa fé.

MISSA NA COMUNIDADE DA GRUTA – PASSAGEM


09 de setembro de 2012. 18h. A comunidade da Gruta de Nossa Senhora Aparecida, no bairro Passo do Gado, em Tubarão, novamente esteve reunida para a celebração eucarística. Para mim foi mais uma graça de Deus poder rezar nesta comunidade. a capela ficou tomada pelos fiéis. A animação ficou à cargo do Grupo de Cantos local.

Aproveitei o momento da homilia para refletir a Palavra de Deus à luz do Mês da Bíblia. E cantei uma de minhas canções sobre o tema “Tu me cativaste, Senhor”. Durante a apresentação das oferendas os dizimistas trouxeram suas ofertas ao altar.

Percebi um grande esforço das lideranças em ajudar a comunidade a caminhar como Igreja viva e valorizando a participação de cada um. Promoveram várias atividades envolvendo as pessoas de todas as idades: eventos com coroinhas, jovens, catequizandos, casais e famílias. Parabéns!

BANANAL – MISSA VOCACIONAL


09 de setembro de 2012. 10h. A comunidade de Nossa Sra. aparecida de Bananal se reuniu hoje, Dia do Senhor, para a celebração dominical. Tive a alegria de rever pessoas conhecidas e rezar com esta comunidade.

A pequena vila situa-se à beira da lagoa de santo Antônio, próximo da BR-101. Foi ali que nasceu e cresceu o nosso Pe. Luís Carlos Moreira de Souza, atual pároco de Morro Grande (Sangão). Durante a cerimônia deixei o recado vocacional e cantei duas de minhas canções: “Tu me cativaste” e “Ele te chama”.

CONGREGAÇÃO MARIANA PROMOVE RETIRO EM LARANJEIRAS




09 de setembro de 2012. 9h. Hoje aconteceu o retiro espiritual anual da Congregação Mariana da Diocese de Tubarão. Cerca de 70 congregados aproveitaram a oportunidade para fazer um dia de crescimento espiritual.

Um grupo de música de Barreiros (Pescaria) animou o evento. A Simone, em nome da Congregação de laranjeiras (Paróquia de Cabeçuda) acolheu a todos. Após o lanche, o seu Itamar Fernandes, Presidente da Federação dos Marianos fez a abertura oficial do Retiro.

Em seguida pediram que eu deixasse uma mensagem inicial do encontro, na condição de Diretor Espiritual da Federação. Refleti sobre o sentido do ser mariano no atual contexto eclesial, recordando que fazemos parte da geração que bendiz o nome de Maria, por causa do Salvador Jesus, como ela mesma profetizou “todas as gerações me chamarão de bem-aventurada”.

Depois projetei no Data-show uma resposta que o Pe. Zezinho Fernandes, SCJ, cantor, compositor e escritos famoso, deu a um jovem que lhe escrevera uma carta ofendendo a devoção Mariana que a Igreja possui. Depois de uma breve reflexão, assistimos ao clipe “O Homem de Nazaré” e dei a bênção.

Ao longo da manhã, sempre com muitos cânticos e orações, palestrou o ex-seminarista Enaldo Fernandes, que é divulgador da Editora Paulus, de nossa Igreja. À tarde houve a Missa presidida pelo Pe. Antônio Rech, pároco de Cabeçuda.

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA EM SANTO ANDRÉ


08 de setembro de 2012. 19h. Havia muito tempo que eu não presidia mais o Santo Sacrifício na comunidade de Santo André, no município de Capivari, Paróquia de Passagem.

Hoje tive a oportunidade de rever conhecidos e rezar junto com os fieis desta comunidade. Lá também encontrei o seminarista Jean Marcos, que residi ali na vila. Quando cheguei, os coroinhas já estavam à frente da igreja, sorridentes, paramentados, dando as boas-vindas aos que chegavam. Muito bonito este gesto, que precisa ficar mais comuns em nossos templos.

Um grupo de cantos da capela animou a celebração. Cantei “Tua me cativaste” e “Ele te chama”. Gostei muito de celebrar ali. Percebi muito boa vontade das lideranças e, certamente assim, unidos, conseguirão a posse definitiva do terreno onde construíram o templo.

sábado, 8 de setembro de 2012

SERTÃO DA JARARACA – MISSA DO CORAÇÃO DE JESUS




07 de setembro de 2012. À pedido do Pe. Avelino, o pároco da Imaculada Conceição, Morrotes (Tubarão), presidi a Missa do Coração de Jesus na matriz (16h) e na Gruta de Nossa Senhora Aparecida, no Sertão da Jararaca. Fiquei muito contente porque, além de fazer-me acompanhar de meus pais Sebastião e Osmarina, a capela estava repleta de fiéis.

O dia de feriado nacional foi lindo, com sol forte e céu de  brigadeiro. A comunidade preparou bem a celebração e, já na entrada da gruta, os coroinhas, sorridentes, nos acolhiam no recinto. O Grupo de Cantos abrilhantou a celebração e o pessoal do Apostolado da Oração estava feliz com mais uma missa-novena.

Lembrei a comunidade sobre o Grito dos Excluídos e sobre a efeméride de hoje. Rezamos pelas vocações e fizemos uma homenagem ao Coração de Jesus. Ao final, ficamos conversando com as lideranças.

CLÉSIO E DORILDA LANÇAM SEU PRIMEIRO CD



07 de setembro de 2012. Hoje recebi de presente o primeiro CD da dupla Clésio & Dorilda. Fiquei muito feliz, pois há anos que conheço estes dois (e tive o prazer de ministrar a cerimônia de sua união matrimonial) e sei que cantam com amor a sua fé. São Tomás é a maior comunidade de Imaruí (SC).

Foi lá que os dois cresceram, se envolveram nos trabalhos pastorais da Igreja, especialmente no Grupo de Jovens e na Liturgia. Foi lá que despertaram para o amor e formaram uma família, cujo primeiro rebento já é uma linda criança. O Clesinho, sempre acompanhado de violão, encontrou na Dorilda a sua melhor parceira também de canto.

Alguns amigos fazem parte do seu Ministério de Música e são especialistas em animar eventos religiosos, como Missas e Encontros pastorais. Mas também cantam em festas de padroeiros, de família e em casamentos. Naturalmente foram criando suas próprias composições e, com determinação, chegaram a este primeiro CD.

É um CD de músicas religiosas, como já diz o título “Cantando para o Senhor”. São dez composições da dupla. Os temas variam: homenagem à Bem-aventurada Albertina, louvores à Deus, à Sagrada Escritura e à Nossa Senhora. Cantam a Santidade de Deus, que Ele perdoa, que transforma vidas, que retornará trazendo salvação e que, por tudo isto, merece todo louvor.

Entendo que este é um CD de estréia oficial da dupla. Sua primeira apresentação nesta forma de registro, certamente, vem coroar anos e anos de labuta pela música religiosa. Certamente receberemos ainda outros presentes do casal.

Eu desconheço outra iniciativa na música católica de Imaruí, excetuando um registro de canções natalinas da Associação Coral Raízes de Imaruí no ano de 2007 e CD “Deus não vai nos abandonar”, do cantor Ramiro, imaruiense de Costa de Baixo, radicado em Joinville.

Desejo que continuem a compor, a cantar para o Senhor e ajudando a Igreja na sua missão evangelizadora. Espero que este trabalho receba a devida valorização das comunidades de Imaruí e que, de lá, toda a região acolha estas canções de Clésio & Dorilda.

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

2º ESTÁGIO VOCACIONAL – JOVENS PENSANDO EM COISA SÉRIA


 1° e 2 de setembro de 2012. “Um coração semelhante ao teu, Jesus” (cf Mc 7,1-23). Este foi o lema deste 2º Estágio no Seminário Nossa Senhora de Fátima. No clima da preparação para a Jornada Mundial da Juventude, o Estágio tornou-se uma ótima oportunidade para celebrarmos e refletirmos sobre a  vontade de Deus para nossas vidas!

Do Estágio participaram 18 adolescentes e jovens, provenientes de 09 paróquias, que desejam ser padres ou que queriam conhecer melhor como é a vida no Seminário em vista de uma maior clareza vocacional.

A programação previu partilha de vida, testemunhos vocacionais, momentos de oração, Adoração, Missas, brincadeiras, esportes e conversas. Enfim, um pouquinho de tudo que constitui a vida no Seminário! Agradecemos a boa vontade dos padres, seminaristas e animadores vocacionais. E, evidentemente, dos participantes! O próximo será dias 24 e 25 de novembro!

TESTEMUNHO SOBRE O PE. CLAUDINO BIFF


28 de agosto de 2012. Convidado a falar sobre o Pe. Claudino, com muita alegria aceitei, pois fui seu coroinha e recebi grande incentivo vocacional dele. Por isso escrevi o texto que segue.

Nascido na “bucólica” Morro da Fumaça, como ele costumava chamar o seu torrão natal, cresceu numa família italiana muito religiosa. Entrou adolescente no Seminário: era esguio, recatado, estudioso, fazia o tipo intelectual.

Ouvi muitas vezes que era um padre muito dedicado. Na sua querida Laguna (seu primeiro amor) era chamado de “padre santo”. Visitava frequentemente as famílias, especialmente as mais pobres. Chegava na hora das refeições, sem avisar, e não se importava de comer peixe com farinha se tivessem para partilhar com ele. Até hoje falam dele com carinho naquelas terras de Santo Antônio dos Anjos da Laguna.

Completou seus estudos na Itália, onde trabalhou com a recuperação de drogados. O seu livro mais famoso, “Rayssa”, marca esta sua missão. Tarefa que continuou aqui, mesmo quando eu coração ia enfraquecendo cada vez mais.
Não podendo mais trabalhar diretamente na pastoral, passou a atender algumas pessoas no Palácio Episcopal, onde residia com D. Anselmo. Ele entendia os jovens e também os dramas dos adultos.

Foi ele quem me batizou, na catedral. fui seu coroinha. Ele sempre falava que a nossa comunidade de Passagem deveria ser uma matriz paroquial.
Marcou-nos sua serenidade e alegria de viver e também sua simplicidade.

Escreveu vários livros. O derradeiro foi “O Galileu Passional”, uma releitura particular dos Evangelhos de Cristo. O livro “Crônicas da Diocese de Tubarão” foi um grande presente que ele deixou para nós.

Amava a natureza, especialmente seu refúgio em Morro da Fumaça e uma bela capelinha no interior daquele município (que ajudou a reformar). Gostava de pescar e era sempre uma companhia agradabilíssima. Andava sempre carregando sementes e mudas de plantas. Amava as bromélias.

Hoje, no Céu, o Pe. Claudino é um jardineiro de Deus!

MEMÓRIA DOS PADRES FALECIDOS AUMENTA NOSSA ESPERANÇA


28 de agosto de 2012. 20:30h. D. Célio, dirigindo o nosso Retiro Espiritual deste ano, sugeriu que fizéssemos um momento para recordar os nossos presbíteros falecidos. O objetivo é perceber como eles marcaram suas vidas pela vivência presbiteral e como marcaram a vida de suas comunidades. A princípio deveriam ser recordados dez sacerdotes, mas a lista aumentou. E ainda não conseguimos levantar a biografia de outros irmãos, tais como o Pe. Itamar Luís da Costa, o Pe. Sabino, o Pe. Luís Agostinho Saccon e Pe. Lindolfo Lückamnn entre outros.
* Pe. Pedrinho Goulart falou sobre o Pe. Silvestre Felipe. Músico, dedicou-se muito ao ensino da Música no Seminário.Era tímido e muito agradável na convivência. Sua figura andando pelos corredores do Seminário rezando o terço ou a Liturgia das Horas marcou muito nossos padres. Gostava de morar no Seminário, e adoecia ante alguma transferência. Quando adoeceu gravemente foi para a casa de seus familiares e morreu em Armazém, onde está sepultado.
* Pe. Lucas Kestering. Foi um grande companheiro de todos. Era muito amigo do povo em todas as paróquias onde trabalhos, especialmente Imaruí e Grão Pará. Foi aqui que a sua dependência do álcool se agravou e o levou abreviadamente cedo para o óbito. Tinha apenas 40 anos. além da amizade, deixou marcas no nosso presbitério pelo esforço que fazia para participar dos encontros do Clero e das atividades diocesanas.
* Pe. Dnato Darós. Coube ao Pe. Lino Brunel falar de seu amigo falecido graças a um invencível câncer. Pe. Donato era valente, original, amava viver. Trabalhou até o fim de sua vida. Era honesto, sabia pedia perdão e também perdoava. Recordou os muitos bons momentos vividos na casa da Galheta, em Laguna, onde cultivavam a amizade presbiteral.
* Pe. Afonso Schlickmann. O Pe. Lenoir recordou alguns aspectos da vida deste sacerdote que marcou profundamente a vida do povo de Rio Fortuna. Disse que ele tinha o dom de realizar uma pastoral leve e alegre, não se prendendo mecanicamente a normas. Que era muito bondoso e acolhedor. Tinha grande preocupação com os seminaristas e auxiliava os mais carentes.
* Pe. Pacífico D’Agostin. Foi o Pe. Nilo Buss quem fez a memória deste sacerdote. Foram colegas de seminário. Pe. Pacífico foi formador. Integrou a Coordenação Diocesana de Pastoral quando ainda se fazia todo esforço para implantar as orientações do Concílio Vaticano II na Diocese. Sempre presente na vida diocesana, era humilde,criativo e competente. Era obediente e entusiasta. Trabalhou muito pela promoção vocacional. Incentivou a criação do Clarinadas do Seminário (programa de rádio que perdura até nossos dias) e dos Círculos Bíblicos (os atuais Grupos de Famílias). Também o “Diocese em Foco”, que hoje é o nosso Jornal. Quando seminarista maior, já havia ajudado a criar o “Lançai as redes”, atual Revista Mundo Jovem. Foi missionário na Bahia. Doente, retornando da missão, disse: “enfim, eu que sempre fui tão enérgico, agora faço valer o meu nome: sou pacífico”. De fato, tinha um temperamento forte. Faleceu quando completou 25 anos de Ordenação.
* Pe. Boleslau Cizeski. O Pe. Antônio Damiani falou sobre este seu amigo. Lembrou que ele trabalhou em várias paróquias, especialmente Içara e Laguna. Era cantor e tinha grande oratória. Sua presença era marcante ao passo que disseram “aí vem o Messias”; ao que ele retrucou: “espero que não o crucifiquem”. Foi Vigário Geral da recém-criada Diocese de Tubarão. Ajudou muito na construção de nosso atual Seminário. Devido a alguns aborrecimentos, foi para Joinville e, de lá, para uma cidade de São Paulo. Alguns anos depois retornou para Joinville onde continuou trabalhando com afinco até falecer,  quando pescava, de um enfarte fulminante. O povo o amava tanto que não permitiu que os familiares levassem o corpo de seu pastor pois, queriam sepultado ali.
* Cônego Germano Peters. O Pe. Anselmo Buss recordou que o Pe. Germano foi professor de várias disciplinas e Orientador Espiritual no Seminário. Muito dedicado aos estudos e ao ministério, apreciava o silêncio. Usava um guarda-pó depois que os padres deixaram o uso da batina. Fumava seu cigarro com prazer, não obstante o forte odor que a droga deixava. Era muito centrado e tranquilo. Morreu em São Ludgero e deixou muitas marcas em que conviveu com ele.
* Pe. Santos Spricigo. Pe. Domingos Dorigon lembrou que Pe. Santos foi pároco da catedral de Florianópolis, de Araranguá e, depois, até o fim da vida, de Orleans. Costumava tragar o seu palheiro. Muito dedicado à pastoral, dedicava-se de corpo e alma. Era muito zeloso das muitas comunidades que atendia. Destacava-se pela preocupação com a evangelização pelos meios de comunicação. Criou um sistema de comunicação por auto-falantes e depois fundou a rádio Luz e Vida FM. Desta forma transmitia suas mensagens e, especialmente, a Ave Maria, às 15h. Trabalhou muito pelos Grupos de Famílias e pelas vocações. Envolveu-se diretamente no mundo político e era muito respeitado.
*  Pe. Ludgero Waterkemper. Sobre este sacerdote que era intelectual, amante dos livros e muito culto falou o Pe. Marcos Herdt. Era muito mariano e fundou várias grutas por onde passou. Construiu o Colégio de Rio Fortuna e trouxe para lá uma comunidade de Irmãs. Era um grande incentivador dos moços para o sacerdócio. Foi ecônomo do Seminário e organizou as comunidades para darem ajuda à construção e manutenção do Seminário. Com seu caminhão, passava nas paróquias recolhendo prendas e transportando rapazes para o Seminário. Devido a alguns problemas pessoais, adoeceu. Morreu longevo na Taipa, na divisa entre Orleans e São Ludgero.
* D. Anselmo Pietrulla. Sobre o nosso primeiro Bispo Diocesano, falou o Pe. Evaristo Debiasi, amigo do falecido. “Quero destacar que nós dois éramos amigos”, destacou o reverendo. “E que foi ele quem salvou o meu sacerdócio”. Testemunhou que o bispo era muito zeloso da pastoral, como bom missionário, especialmente pelas vocações. Muito compreensivo, acompanhava os formadores e os seminaristas dos seminários que fundou. Muito simples, este missionário alemão nunca deixou de ser missionário. Tanto que apoiava o envio de seminaristas para a missão. Conseguia muitos benfeitores na Alemanha para seus empreendimentos aqui em nossa região. Ele organizou nossa Diocese e marcou profundamente as populações da região Sul do Estado.
* Mons. Gregório Locks. A lembrança da vida deste grande mariano foi feita pelo Pe. Antônio Nicolau Henkemeir. Disse que ele foi pároco de Rio Fortuna e grande incentivador do movimento Filhas de Maria. Construiu muitas grutas em homenagem á Virgem, especialmente as de Rio Fortuna e Pinheiral. Era muito enérgico e exigente. Na matriz de Braço do Norte colocou os vitrais, trouxe as Irmãs do Instituto Serviam da Alemanha, e construiu o atual Santuário de Caravaggio em Nova Veneza.
*  Pe. Gregório Peters. Era um reitor paternal, embora muito firme em seus princípios e posicionamentos. Mas era aberto ao diálogo. Trabalhou em Brusque e Lauro Muller, entre outras paróquias, e foi fundamental na criação de nossa Diocese. Foi um Administrador Diocesano, adquirindo vários imóveis. Era pobre, sábio e santo. Chegou a ser Vigário Geral e primeiro pároco da catedral. Era sempre um conselheiro do Bispo D. Anselmo. Doente foi acolhido pelo Pe. José Kuhnz, em São Ludgero, onde faleceu.
* Pe. Claudino Biff. Coube a mim falar sobre o Pe. Claudino. Eu preparei um texto sobre ele que publicarei na próxima página.

MORRO DAS PEDRAS – RETIRO DO CLERO DE TUBARÃO


27 a 31 de agosto de 2012. Chegou um tempo especial para os presbíteros de nossa Diocese de Tubarão: o retiro espiritual anual. Mais uma vez, o retiro aconteceu na Vila Fátima, conhecida como Morro das Pedras, na Praia da Armação, no sul da Ilha de Santa Catarina, Florianópolis.

A bela casa dos jesuítas, no alto do morro, com uma vista esplendorosa do mar e da lagoa do Peri e com jardins encantadores parece ter sido talhada especialmente para estes encontros com Deus.

O Pregador foi D. Célio de Oliveira, Bispo de São João Del Rei, Minas Gerais. Com seu jeito singelo e ponderado, planejou suas onze conferências pautando-as sobre o Documento de Aparecida. Suas locuções breves, em torno de 35 minutos, eram concluídas com uma síntese por escrito da sua falação e com uma anedota. Nossa tarefa era refletir sobre os temas abordados a partir dos textos bíblicos sugeridos, no sistema da Lectio Divina.

Os momentos de oração (Laudes, Hora Média e Missa, com as Vésperas) eram muito edificantes. À noite D. Célio dirigiu momentos especiais conosco: Missa de abertura, Celebração de Memória dos Padres Falecidos, Noite Penitencial e Adoração Eucarística. O Retiro oportunizou que houvesse momentos de diálogo com os colegas que quase não encontramos em meio às tantas atividades pastorais. E ainda comemoramos o aniversário natalício do Pe. Rogério Ramos, bem como o aniversário de Ordenação do Pe. Pedrinho Goulart. Nossa Diocese ainda encontra-se vacante, mas os padres estão à frente do trabalho de evangelização de nossa grei.

Durante estes dias sentimos muito presente em nossas orações e reflexões os nossos diocesanos, os nossos seminaristas e os irmãos padres que não puderam estar presentes. A presença do Diácono Virgílio conosco lembrou-nos que, dentro de poucos anos, deveremos ter conosco os futuros Diáconos Permanentes que ainda estão na Escola Diaconal. A missa de encerramentos marcou o fim deste nosso “kairós presbiteral”.