PRESBITÉRIO DE TUBARÃO FAZ SUA PREPARAÇÃO PASCAL


29 de março de 2012. 8:30h. A Páscoa está se aproximando! Por isso, como é de praxe, o presbitério da Diocese se reuniu nesta manhã, na Casa de Encontros (CEDA), para a sua preparação para a Páscoa.


Após a Liturgia das Horas (Laudes) em conjunto, o Pe. Sérgio Jeremias, nosso Administrador, dirigiu uma bonita reflexão a partir da Carta que o Santo Padre escreveu aos sacerdotes para a Quinta-feira Santa deste ano.


Disse, citando São Paulo: “prestemos atenção uns aos outros para nos estimularmos nas boas obras”. E mais: “Devemos ter os olhos fixos em Jesus! Ele é a nossa meta escatológica, segundo o Papa, é a nossa utopia de vida! Assumamos nossa vocação cristã! Jesus é a nossa meta, nosso diferencial.


Temos co-responsabilidade uns com os outros. Caim questionou a Deus: ‘sou eu o guarda de meu irmão?’Temos que aprender com Jesus. Ele nos manda ‘prestar atenção ao próximo’, numa atitude positiva, isto é, ‘cuidar dele’. O mesmo verbo é usado noutra passagem, quando Jesus diz ‘olhai as aves do céu’; é uma atitude de contemplação. Ou ‘prestem atenção à trave no olho’, que significa ‘zelar por si, auto-examinar-se’. Hebreus exorta: ‘preste atenção e considere Jesus’.


Não devemos ser indiferentes com nossos irmãos. Olhemos os olhos com os olhos de Jesus, sem miopias e nem ilusões. Indiferença e desinteresse podem ser frutos do egoísmo disfarçado de respeito. Somos irmãos; temos o mesmo destino. Somos tão poucos; precisamos nos cuidar.


O melhor amigo de um padre é um outro padre. O nosso mundo está doente. Há uma crise de fraternidade. Busquemos sempre o bem sob todos os aspectos: físico, moral e espiritual. É preciso ajudar o outro a crescer. É preciso perceber as riquezas na pessoa do outro, valorizando o bem que nele há.


O Papa fala-nos sobre ‘anestesia espiritual’; isto é, aquilo que nos cega diante do sofrimento do outro, como na parábola do Bom Samaritano: o sacerdote ‘passa ao largo’. Naquela do Rico Avarento, o homem não presta atenção à situação do pobre Lázaro. A ‘saciedade material’ pode nos cegar. O contrário da indiferença é a ‘consciência da minha limitação’. Juntos nós somos bons. Sozinhos são somos melhores e nem indispensáveis.


A Bíblia diz ‘pensa na morte e vive o dia de hoje’. Devemos aprender a viver e a envelhecer com segurança. Aprendamos a ‘solicitude espiritual’ para com os outros. O Papa lembra que ‘profecia’, na essência da palavra, significa querer o bem do outro. É o mesmo verbo para ‘corrigir os que erram’ com misericórdia.


Como disse João Paulo II ‘o que mais faltou a um padre que desistiu do ministério foi a presença de um outro padre amigo’. O Papa Bento retoma o tema da Santidade: é preciso voltar às primeiras motivações que nos levaram a querer ser padres. Isso dá um aspecto sobrenatural à nossa vocação. É preciso ‘avançar’, pois que não avança, recua (espiritualmente). O Papa conclui ‘Admoestai-vos!’”.


Em seguida rezamos a Via-sacra e adoramos o Senhor na Eucaristia. A Celebração Eucarística concelebrada foi presidida pelo Administrador.

Comentários