quinta-feira, 28 de abril de 2011

PONTINHA DAS LARANJEIRAS - TESTEMUNHO DE D. CARLOTA

Por ocasião da Missa de Sétimo Dia de D. Carlota Silva Fernandes, aos 68 anos, eu estive presidindo a Santa Missa na querida comunidade de Pontinha das Laranjeiras, em Laguna, paróquia de Cabeçuda.


Foi neste dia 26 de abril, às 19:30h. D. Carlota partiu cedo, e deixou viúvo seu marido e mais três filhos, quatro netos e muitos amigos.


Ela viveu numa família muito religiosa. Com seus pais aprendeu a dedicar-se pela comunidade, especialmente nos cuidados com a capela. Há alguns anos ela perdeu a visão, mas não a capacidade de ver as coisas de Deus e de buscá-Lo sempre.


Rezava muito, especialmente pelas vocações. Sempre muito carinhosa com os padres, rezava para que de seus descendentes Deus escolhesse alguém para ser padre.


Por isso, nesta Missa em sua homenagem, o seminarista Alberto, que me acompanhava, dirigiu o momento vocacional. E o fez muito bem, caindo nas graças da comunidade, que o aplaudiu intensamente.


Os meus sentimentos de pesar à Cláudia e familiares, certos de que, um dia, todos nos encontraremos definitivamente no Céu!

CURSILHO DE CRISTANDADE SE REÚNE EM ARROIO DE SÃO SEBASTIÃO

O Cursilhos de Cristandade é um Movimento dentro da Igreja que visa preparar melhor o cristão para atuar no mundo.

Uma vez por mês, quase sempre às segundas-feiras, os seus membros se reúnem para uma Ultréia ou para a Escola Vivencial.


Neste dia 25 de abril, aconteceu uma Ultréia celebrada com a Santa Missa. Eu fui convidado a presidi-la. Os cursilhistas estavam presentes e se destacavam pela cor de seu uniforme. Eles que abrilhantaram a celebração.

Durante a Missa, eu abençoei duas capelas da Mãe Peregrina que deverão visitar 60 famílias da comunidade.

As missionárias foram apresentadas à comunidade e enviadas. Foi muito bonito o ritual.

Que Deus abençôe a coordenadora Maria e todas as famílias que formam estes rosários de bênçãos.

Após a celebração, eu participei de uma coquetel oferecido pelos cursilhistas.

IBIRAQUERA – COMUNIDADE PROCLAMA A RESSUREIÇÃO DE JESUS


Também a comunidade de N. Sra dos Navegantes de Ibiraquera teve Missa no Domingo da Páscoa.


Eu tive a alegria de presidi-la. A animação ficou por conta de um Grupo de Cantores.


Para ajudar, eu levei meu violão, entoando algumas das canções do novo CD.


A comunidade rezou fervorosa, como sempre.


Foi muito bom reencontrar a Graça e o Dêja, bem como outros amigos de longa data.

COMUNIDADE DE ALTO ARROIO CELEBRA A PÁSCOA DO SENHOR

A comunidade de Santa Luzia de Alto Arroio, na paróquia de Nova Brasília, município de Imbituba, esteve reunida para celebrar a Páscoa do Senhor!




Foi neste domingo de Páscoa, 24. A capela ficou tomada pelos fiéis.


Aliás, trata-se de uma comunidade muito participativa! E seus líderes são muito empenhados em ajudar a comunidade a crescer no seguimento de Jesus.


A animação ficou por contado Grupo de Cantos local, que tornou a celebração ainda mais bonita e alegre.



Pe. Auricélio presidiu a celebração, auxiliado pelo seminarista Rodrigo, que é estudante de Teologia e, por dois anos, fez seu estágio pastoral no Alto Arroio. Então, ele recebeu uma calorosa recepção dos mebros da comunidade.


A comunidade estava bem preparada para as celebrações.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

CELEBRAÇÕES DO SÁBADO SANTO REÚNEM FIÉIS DA FLORESTA





A Páscoa cristã não seria completa se não houvesse o Sábado Santo, pois é neste dia abençoado que se celebra a ressurreição de Jesus.


É a luz que brota do sepulcro e dissipa toda treva.


Assim sendo, diante da capela de Nossa Senhora da Saúde, toda às escuras, que teve início a celebração do fogo novo.


Um grande número de fieis se reuniu em torna da fogueira que, mais tarde, foi abençoado.


Uma boa equipe de liturgia, dirigida pelo seminarista Michel, ajudou o sacerdote e a comunidade a bem celebrarem as funções.



Após a preparação e bênção do Círio Pascal, a comunidade adentrou a capela.


Mesmo na penumbra, os presentes ouviram a narração de várias leituras.


Na hora da proclamação da ressurreição do Senhor foi bonito ver todos se cumprimentando e cantando “Glória ao Senhor”.


Assim, a cerimônia transcorreu tranqüilamente.

sexta-feira, 22 de abril de 2011

CERIMÔNIA DA PAIXÃO NO BAIRRO FLORESTA, RIO BONITO

A capela de Nossa Senhora da Saúde, no bairro Floresta, na Paróquia de Rio Bonito (Braço do Norte), estava lotada de fiéis para a cerimônia da leitura da Paixão, neste dia 22 de abril, Sexta-feira Santa, às 15h.


Eu presidi a celebração, auxiliado pelo seminarista Michel e mais de uma dezena de lideranças. Tudo estava muito bem preparado. Nos fundos da capela foi montado um altar para a Adoração ao Santíssimo.


O presbitério estava desnudo, como reza a liturgia deste dia. O violão nas mãos do violeiro serviu apenas para dar o tom das canções que o Grupo de Cantores entoou à capela.


Em silêncio, eu e a Equipe de Liturgia adentramos o recinto sagrado e nos ajoelhamos; eu me prostrei.



Após as leituras, fiz uma reflexão sobre a prova de amor de Jesus: a doação da própria vida.


Foram muito bonitas as cerimônias do descerramento da imagem de Cristo na cruz e a procissão do beijo na cruz que se seguiu.


Após a Comunhão, agradeci a presença de todos e os convidei para a cerimônia de amanhã.

MILHARES DE JOVENS PEREGRINAM AO SANTUÁRIO DE ALBERTINA

Por volta da meia noite desta Quinta-feira Santa, 21 de abril, eu e uma equipe de cantores da comunidade (Marcinho – que já gravou um bonito CD religioso em homenagem à Albertina, sua esposa Eliane, seu filho, seu cunhado Rafael, mais o Evandro e a Renata) animamos o momento de acolhida e oração dos peregrinos que não paravam de chegar.

Eram caminheiros, na maioria jovens, que costumam caminha até o Santuário todos os anos, nesta data. Eles vêm espontaneamente, sem que os padres precisem convidá-los; e vem aos milhares.


Estima-se que neste tríduo pascal mais de 20 mil pessoas passarão por Albertina.

Cantamos, conversamos e rezamos até por volta das três horas da manhã. Enquanto eu vinha pelo caminho, encontrei centenas de caminheiros ao longo da estrada, indo na direção do Santuário. Somente do bairro São Martinho, de Tubarão, saíram mais de duzentas pessoas em caminhada!

Cheguei em casa pouco antes da cinco horas. Cansado e alegre com a missão executada junto à memória de Albertina. Aliás, cantei todas as canções que eu compus para homenageá-la.

Que ela interceda em favor de todos estes seus romeiros para que se aproximem sempre mais de Jesus, Ele que é o sentido de nossas vidas!

SANTUÁRIO DE ALBERTINA – INSTITUIÇÃO DA EUCARISTIA


O Pe. Sérgio Jeremias, reitor do Santuário de Albertina, foi quem me solicitou o favor de atender a comunidade nesta quinta-feira Santa, 21 de abril. Prontamente aceitei o convite, não só porque havia disponibilidade de agenda, mas por compreender a importância do ato.


A comunidade estava toda organizada e reunida quando, às 21:10h, iniciamos a celebração. Foi muito bonito o momento do Lava-pés.


O seminarista Thiago Francisco, que está concluindo a Filosofia, cujos parentes moram em São Luis, acompanhou-me na celebração. Pedi-lhe que proclamasse o Evangelho de Lucas 1,46-56 enquanto eu ia encenando a última ceia.


Um por um, doze homens da comunidade se apresentaram para que eu lhes lavasse os pés. Cada um era chamado pelo nome do respectivo apóstolo e o comentarista lia um breve histórico do homem de Deus.


Após a lavação em cada um, ainda quis dar-lhe um abraço fraterno. A Missa prosseguiu normalmente. Após as devidas comunicações, iniciamos uma Adoração Eucarística até por volta das 23:30h. A


s pessoas foram saindo aos poucos, pois não houve bênção final e nem despedida dos fiéis. É que, liturgicamente, a Missa continuará até o Sábado Santo, com o irromper do Glória.


Foi muito bom rezar com a comunidade que lotou o templo. Muitas pessoas eram romeiros, provenientes de várias localidades, inclusive de outras cidades, com Blumenau e Florianópolis.


A Equipe de Liturgia estava muito bem organizada: Ministros da Comunhão, Ministério de Música, Leitores, Coroinhas e Acólitos.

TRÍDUO PASCAL TEM INÍCIO NA CATEDRAL DE TUBARÃO







Iniciando o Tríduo Pascal, neste dia 21 de abril, quinta-feira, na Catedral, às 9h, aconteceu a Missa do Crisma. A celebração foi presidida por D. Wilson Tadeu e concelebrada pelos padres da Diocese.


Um bom número de religiosas, seminaristas e povo de Deus se fez presente. Também nossos seminaristas lá estiveram, tendo alguns deles auxiliado na Equipe de Liturgia.


Uma grande surpresa foi a presença do Pe. Agenor Brighenti, meu ex-formador e ex-professor (na Filosofia da FESSC), e que tem trabalhado no mundo inteiro, grande e conhecido teólogo da Libertação que é.



Também me alegrei imenso em rever o Pe. Evaristo Debiasi, querido ex-reitor, ex-formador e ex-diretor espiritual (dos tempos do SETESC, da Serrinha e do ITESC). Pareceu-me bem forte e disposto, não obstante suas lutas contra algumas doenças que lhe têm feito sofrer.

Nesta ocasião, o Sr. Bispo fez uma homilia valorizando o Sacerdócio cristão.

“Hoje é o dia da Instituição da Eucaristia e do Sacerdócio. O sacerdote é um homem chamado a fazer o que Cristo fazia; ele é revestido com os poderes de Jesus para realizar em sua vida e missão a obra de Deus.


Como ouvimos hoje no texto do profeta Isaías, o Servo de Deus transforma a realidade onde Deus não atua, pois age na força do Espírito Santo. Hoje, Jesus age através de nós, levando-nos a servi-Lo na Igreja e no mundo.


É, portanto, nossa missão, exterminar toda forma de opressão, afim de que o Bem se torne realidade, tornando Deus presente em todos os lugares e corações. Nós recebemos de Deus esta missão e, na força do Espírito, podemos fazer a mesma obra de Deus.


Por excelência, o padre tem esta missão: cuidar e promover a Obra de Deus.


Nestes dias de Quaresma e Semana Santa eu vi muitos padres visitando os doentes e até acompanhei o Pe. Carlos na visita aos presidiários, aqui em Tubarão.


Naquela oportunidade celebramos a Santa Missa no presídio. Podemos anunciar, então, que o Bem vai crescendo. E Deus deseja que todos O reconheçam como Deus.


Na vida do sacerdote Deus atua diretamente e, através do seu ministério, age na comunidade. Caros padres, que Deus nos dê sempre este desejo de sermos instrumentos em suas mãos para fazê-Lo mais conhecido e amado.


Há quase um ano cheguei a esta Diocese. Portanto, esta é minha primeira Missa do Crisma com vocês. Quero agradecer a acolhida que recebi de vocês, pela suas presenças e pelo esforço que realizam na missão que receberam.


Que as celebrações desta Semana Santa nos ajudem a renovarmos o compromisso de nos ajudarmos uns aos outros, dentro de nosso Presbitério, para sermos bons instrumentos nas mãos de Deus.”



Após a bonita celebração, o Sr. Bispo presenteou cada sacerdote com o livro “Como o Pai me amou – reflexões diárias sobre a vida sacerdotal”, dos autores Pe. Antônio Capelesso e Pe. Germano Van Der Meer.


Também lhes entregou um cartão, assinado manualmente por ele, com uma frase do Papa Bento XVI e a seguinte mensagem:


“Esta é a primeira vez que celebro a Instituição do Sacerdócio na Diocese. Quero agradecer a cada um pela acolhida, pelo apoio e pelo testemunho de unidade. Peço que Cristo vivo e ressuscitado seja a luz a guiar seus passos. Feliz Páscoa!” e convidou os padres para uma confraternização em sua residência episcopal.


Eu fui, evidentemente, e achei muito bom. Obrigado, D. Wilson, por toda consideração!

AULA NA ESTEL – “SÓCIOS DE DEUS”

Neste dia 19, terça-feira, à noite, ministrei minha última aula de Antropologia Teológica para esta turma de leigos da ESTEL.

O tema estudado foi “Homem e Mulher – sócios de Deus para construir o mundo”. Foi muito interessante.

Aprendemos muitos com as partilhas dos estudantes.


O texto utilizado fez várias provocações. Alguns clipes que utilizei como recursos didáticos repercutiram bem, como um de Einstein, sobre a existência de Deus.

Solicitei que o Judá, nosso aluno e seminarista, interpretasse “É preciso saber viver”.

A próxima cadeira da Escola de Leigos será Introdução à Bíblia, ministrada pelo professor Pe. Edinei Ouriques.

ALTO TRAVESSÃO CELEBRA RAMOS E REZA PELAS VOCAÇÕES




Este domingo foi muito rico para toda a Igreja, mas, particularmente, para a pequena comunidade de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, de Alto Travessão, na Paróquia de Rio Bonito.



A capela fica nas margens da rodovia SC que liga Tubarão à Braço do Norte, na encosta de um morro. À frente da capela há uma bela gruta, uma grande escadaria que liga o Salão à capela, e muitas árvores.


Às 17 hs o povo se reuniu no pátio da capela, junto ao Salão de Festas. Ali teve início a celebração.


Novamente, fiz-me acompanhar dos seminaristas propedêutas e meus pais Sebastião e Osmarina.


Terminada a Santa Missa, fomos no Azeiteiro, à casa da família do seminarista Alex, que está concluindo a Filosofia.


Tivemos um alegre momento de confraternização e partilha naquele ambiente muito tranquilo e aconchegante. Registro minha gratidão ao seu João e à D. Lúcia.

SANTO ANTÔNIO – EM BRAÇO DO NORTE – REZA PELAS VOCAÇÕES




O Domingo de Ramos na comunidade de Santo Antônio, na Paróquia de Rio Bonito, município de Braço do Norte, foi muito rico, com a oportunidade da celebração da Santa Missa.



Digo isto porque bem sei que tantíssimas comunidades não puderam celebrar o Sagrado Mistério neste domingo. E justamente na abertura da Semana Santa!


Daí a importância do nosso empenho para que tenhamos mais e mais bons padres para melhor atendermos o povo de Deus.


Assim que cheguei as lideranças logo vieram me acolher e me conduziram à Gruta de Nossa Senhora, ali próximo da igreja.


O local é muito bonito e propício para o recolhimento interior: muitas árvores e água corrente. Uma pequena gruta ali foi construída pelos cristãos.


Após a acolhida dos presentes, iniciamos a celebração com a bênção dos ramos e fizemos a procissão até o interior da bonita igreja.


Um grupo de cantos da comunidade animou a celebração. Os presentes participaram muito compenetrados.


Eu pude cantar algumas canções e conduzi, à pedido do pároco, uma Confissão Comunitária, seguida da Absolvição Coletiva.

FLORESTA – MISSA DE RAMOS PELAS VOCAÇÕES



Dia dez de abril, domingo, às 8 hs, aconteceu a Missa de Ramos na comunidade Nossa Senhora da Saúde, no bairro Floresta, em Rio Bonito.


À convite do Pe. Pedrinho, eu presidi a cerimônia de abertura da Semana Santa. A comunidade se reuniu na escola local, próxima da capela. Ali teve início a celebração.


Após a bênção dos ramos e a leitura do Evangelho, colocamo-nos a caminho até a igreja. As pessoas portavam ramos verdes em suas mãos e a procissão ficou muito bonita.


A celebração transcorreu normalmente. É sempre muito bom celebrar a fé com a comunidade, sentir a fé que possuem e alegrar-se por participar de Igreja de Jesus!

FESTA DO SAGRADO CORAÇÃO EM RIO BONITO





O Pe. Pedrinho pediu-me de presidir a Missa festiva na matriz. A igreja Santa Rosa de Lima, de Rio Bonito – Braço do Norte estava toda enfeitada de vermelho e branco, marcando as festividades em homenagem ao Sagrado Coração de Jesus.


Uma procissão motorizada, sob a coordenação do seminarista Claudemir, saiu de uma comunidade rumo à matriz, trazendo a imagem do Coração Sagrado.


Colocada num lindo andor, a bela imagem foi acolhida pelos devotos e por um grupo de crianças que portavam bandeirolas.


O Apostolado da Oração da matriz acolheu os visitantes das demais comunidades e adentrou na igreja portando sua altiva bandeira. Também outros centros do Apostolado trouxeram suas flâmulas.


As lideranças trouxeram corações de papel onde estava escrito o nome de suas pastorais e os colocaram num enorme painel também em forma de coração.


A animação foi dirigida por um ministério de música da comunidade, do qual fazem parte nossos ex-vocacionados Igor e Fabrício.


Os seminaristas Judá e André Arthur, mais meus pais, acompanharam-me nesta celebração.


Ao final, nossa equipe foi convidada a jantar no Salão de Festas, onde a comunidade estava reunida. Recebemos uma ótima acolhida e só temos que agradecer todo o carinho manifestado a nós.

PASTORAL VOCACIONAL DE JAGUARUNA E DE SANGÃO SE REÚNEM




Não conseguimos o êxito esperado em mais uma tentativa para articular a Pastoral Vocacional na Comarca de Jaguaruna.


Sim, na reunião comarcal marcada para este dia 9 de abril, sábado, às 14h, no Centro de Pastoral da matriz de Jaguaruna, os representantes de Treze de Maio, Pedras Grandes e Morro Grande não puderam fazer-se presentes.


Mesmo assim, as pessoas da PV de Jaguaruna e Sangão refletiram sobre alguns pensamentos vocacionais de D. Wilson e articularam atividades de animação vocacional em suas paróquias.


Pe. Nilo Buss, atual Administrador Paroquial de Jaguaruna, deu as boas vindas a todos e falou da importância de cuidarmos do despertar vocacional que, em sua opinião, “é uma pastoral fundamental, pois está na base de nossa vida cristã. Antes de sermos batizados, fomos chamados à vida. E, depois, pelo Batismo, fomos chamados à fazer parte da Igreja e ser testemunhas de Jesus Cristo.”


Também esteve presente o Pe. Pedro de Oliveira, Pároco de Sangão, que invocou a bênção sobre os agentes vocacionais e deixou o seu recado de apoio. Obrigado à Rozânia, coordenadora do SAV local, e sua equipe, pela calorosa acolhida.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

SEMINARISTAS DE TUBARÃO PROMOVEM VIGÍLIA DE ADORAÇÃO

Foi com muito esmero que o Departamento de Liturgia do Seminário Nossa Senhora de Fátima, de Tubarão, planejou e promoveu a primeira Noite de Vigília de Adoração Eucarística deste ano. O evento aconteceu nestes dias 15 e 16 de abril. A abertura deu-se às 22h, com a Missa presidida pelo Pe. Pedro De Biasi. Ao final desta, em procissão, o Santíssimo Sacramento foi solenemente transladado da Capela da Comunidade para a Capela dos Propedêutas, no andar superior da Casa. Esta pequena Capela foi preparada com muito carinho, ornamentada com panos, velas, ramos de trigo e pães. Durante toda a noite e a madrugada os seminaristas se revezaram em equipes na Vigília com o Senhor. Um clima de amor e compenetração tomou conta de todo o ambiente. Ao amanhecer, às 8h, eu, Pe. Auricélio, presidi a Missa de encerramento e Ação de Graças. Esta Vigília foi mais uma as atividades de preparação de nossa comunidade seminarística para a Semana Santa e a Páscoa. Antes, na quarta-feira, 14, o Diretor Espiritual Pe. André Corrêa proferiu conferência para os vocacionados e os atendeu em Confissão. A Via-sacra e as celebrações da semana também foram criando um clima propício para as solenidades que se aproximam. É muito bonito constatar como os seminaristas se dedicam a este tipo de atividade. É um inequívoco sinal de que estes jovens estão procurando fazer um verdadeiro encontro pessoal com Jesus.

JORNADA VOCACIONAL EM SÃO MARTINHO



As Irmãs Franciscanas de São José, Anete e Judete, que residem em Angelina promoveram mais uma Jornada Vocacional em nossa Diocese.


Foi nestes dias 14 a 17 de abril, com várias atividades nas paróquias de Armazém, Vargem do Cedro e São Martinho.


Esta comunidade religiosa está presente em nossa Diocese há muitos anos e daqui já recebeu muitas vocações.


Atualmente ela esta presente apenas em Vargem do Cedro, com três religiosas.



Eu fui convidado e participei da Jornada numa das escolas de São Martinho, a Escola Rodolfo Rocha, que recebe crianças das primeiras séries do Ensino Fundamental.


Chegamos ao estabelecimento às 7:30h. Realizamos dois encontros com os pequenos estudantes.


Abordamos temas como Natureza e Campanha da Fraternidade; Quem é Jesus Cristo; O amor de Deus que nos chama; Vocação e profissão; Nossa resposta é fundamental.


Agradecemos à Diretora professora Alzira, à professora Rosane Coelho (que foi minha paroquiana em Imaruí) e aos demais alunos e educadores.


Ao meio-dia almoçamos em Vargem do Cedro, na Casa das Irmãs.


Depois eu me reuni com as Irmãs para planejarmos uma Jornada em Rio Fortuna e Pinheiral no próximo mês de junho. E dirigi-me à secretaria Paroquial de São Martinho para incentivar as três coordenadoras ao trabalho com os coroinhas.

MISSA DO DÍZIMO EM COMUNIDADE DE RIO BONITO



Muitas pessoas da recém-fundada comunidade de Nossa Senhora das Graças, na paróquia de Rio Bonito, Braço do Norte, vieram participar da Missa do Dízimo, neste dia 14 de abril, às 20h.


Chovia. Eu adiantei-me e cheguei uma hora antes. Foi o tempo que eu precisava para escrever uma letra em homenagem à Beata Albertina.


A comunidade ainda está planejando a construção de uma capela, por isso a Missa aconteceu na Oficina Mecânica do Brás. O Brás é uma boa pessoa, casado com uma líder da comunidade. Com o esforço de todos, o ambiente fica bem acolhedor para se rezar.


Bonito é ver as crianças e adolescentes animados por poderem entregar o seu Diziminho e colocar um punhado de incenso no braseiro incandescente.


A celebração transcorreu normalmente. Pude deixar minha mensagem vocacional, porque nunca se pode perder uma oportunidade. Ao final, ainda pude conversar com as lideranças e cumprimentar todas as pessoas.